#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

18.2.11

Outro giro, menos giro - 2

Fui .

Viajar à noite sobre aqueles escuros e profundos sertões ,
inóspitos para nós frágeis seres urbanos,
causa um certo frisson na alma.

E pior,
sem uns birinaitezinhos por perto para relaxar o corpo.



E voltei ,
viajando do raiar do dia

quase ao cair da noite .
Uns aéreos 5.700 km, ida e volta, passando por dois fusos horários .

Esse Brasil é grande . Muito grande.
( Que o diga o Mal. Rondon, que ia à cavalo ou de mula )

( nada de fotos da parte à jato da viajem, jatos não tem graça,
divertida é a intimidade dos turbo-hélice. Saudades dos Electra II )

8 comentários:

João Menéres disse...

2.700 km cada viagem.
É um pedação de distância aqui na Europa !

Um abraço.

peri s.c. disse...

João

Daria para atravessar uns 3/4 países europeus, dependendo da direção tomada .
Aqui viajamos essa distância e continuamos falando ( quase ) a mesma língua.

João Menéres disse...

É do Porto a Atenas.
O nº de países em vôo depende da rotae da escala.
Se se fizer escala na Alemanha, dará seguramente para atravessar 7 ou oito...

peri s.c. disse...

João
do Porto a Atenas seria uma magnífica viagem, com várias culturas, línguas, costumes, maravilhosas gastronomias e ... vinhos .

Amanhã é o reínicio das aulas, portanto só à noite ...de novo o Porto aqui no Armazém

Eduardo P.L disse...

Peri,

chega de nostalgia! Vamos de jato!!!!

peri s.c. disse...

Edu

Mas sempre é bom matar as saudades de um turbo-hélice

Li disse...

Nossa, continuamos falando quase a mesma língua. E os sotaques então?

peri s.c. disse...

Li
Praqueles lados os sotaques são perfeitamente compreensíveis para nós do sul.
A maioria do povo do eixo MT do Sul, MT e Rondônia veio do RG do Sul, Sta Catarina, Paraná e SP.
Nada de sotaques exóticos, malemolentes e ixpertos .