#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

28.10.07

Os escoteiros tem razão : Sempre alerta!

Jaguar

15 comentários:

Marcio Gaspar disse...

a genialidade do jaguar revela-se no sutil sorriso irônico do decapitado...

peri s.c. disse...

Dr. Carlinhos Bolkan, o gênio do crime, sem o chapéu.

Alice disse...

Oi Peri,
Nem sei se lembra de mim,vim aqui te pedir um help pro blog na época q tava tyudo uma m só,tava f de acessar.
Só depois que vi por aqui que vc me respondeu por e-mail,mais como entrou naquela parada de lixo eletrônico eu não vi a sua resposta,desculpas!!
Obrigada pelo e-mail(apesar de não ter lido) foi mal!
Ah,se quiser conhecer meu blog fique a vontade www.aliceeventos.blogspot.com
beijo!

peri s.c. disse...

Alice
Lembro sim, está desculpada, claro.
Estava maior confusão naquela época, um empurra-empurra entre provedores e blogger. No fim o problema era mesmo do blogger, em várias regiões do mundo.bj

anna disse...

ô coisa mais sádica.

peri s.c. disse...

Anna
Uns perdem a cabeça pelas mulheres, outros na guilhotina mesmo.

Teria o carrasco (gay?) se distraído ao fazer um derradeiro cafuné no indigitado condenado ?

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Genial! Discordo concordando com o Márcio Gaspar. Acho que a genialidade do Jaguar se revela em cada detalhe. Muito bom!
Grande abraço

peri s.c. disse...

Lord
O Jaguar é nosso maior cronista visual dos submundos que encontramos em qualquer estrato social. Seu desenho, como o s do Millor, aparentemente primitivos para os desavisados, são de uma complexidade maravilhosa. E adoro seu escracho, típico de uma época e que se perdeu.

Vocês vão aguentar muito Jaguar por aqui.
Abraço

valter ferraz disse...

Peri, mais Jaguar e também Millor, por que não?
Desenhos e humor da melhor qualidade, como não se fazem mais.
Esse do carrasco, genial!
Abraço forte

josé louro disse...

Muito bom. Assim como a Eva Green.
Abraço.

peri s.c. disse...

Valter
Continuarei a garimpar as preciosidades destes dois.
abraço

peri s.c. disse...

José
O Jaguar é um dos legítimos representantes do melhor e mais fértil período da produção cultural brasileira, centralizada no Rio, nos anos 60 e 70, apesar dos tempos sombrios da ditadura e da censura.

anamoraes disse...

ha, ha, ha!
É só o que tenho a dizer hoje!!
Bjs

peri s.c. disse...

Ana
Legal, a idéia era essa mesma : rir.
bjs

Fernando disse...

Oi, Peri,
Jaguar, como sempre, notável!
abs
fernando cals