#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

25.3.10

À propósito do post anterior ...

14 comentários:

valter ferraz disse...

Pior. As marginais paradas. O próprio brejo.

Eduardo P.L disse...

Um bom conselho: "Nunca ajude a vaca sair do brejo! A primeira pessoa que ela investe, quando em terra firme, é em você!

peri s.c. disse...

Valter

Eu tenho a felicidade de sempre passar ... por cima das marginais.
E vejo a boiada de veículos, parada, ruminando sua raiva.

peri s.c. disse...

Edu
Devemos olhar a vida com um certo otimismo : sempre há a possibilidade dela te dar um beijinho de agradecimento ...

Lina Faria disse...

Depende, Peri.
Vai saber se ela quer sair do brejo.
E se ela é underground e quer ficar lá?
Brejo, como qualquer lugar, tem conceito relativo.

peri s.c. disse...

Lina
Brejo também é uma questão de " atitude", ah, ah.

anna disse...

putz!

Lina Faria disse...

Peri,
esqueci de rir pra dizer que é uma piada. hehehe

peri s.c. disse...

Anna
So' nos resta a cloaca .

peri s.c. disse...

Lina
anotado o riso.

Mas afinal, riso e' "ah, ah, ah" ou "ha,ha,ha" ?
e soriso : "eh,eh,eh" ou "he,he,he" ?

Lina Faria disse...

Peri, sei lá como é. Já tive esse papo cabeça - pra você que gosta de expressões de época - com o Silvares.
Questão gutural, eh,eh,eh, me parece mais grave.
Já hehehe, mais agudo.
Isso eu inventei agora, hehehe... cada um com seu riso, desde que seja de graça.

claudio boczon disse...

avacalhada,
a mimosa malhada
volta amuada

peri s.c. disse...

Lina

Onomatopéias internéticas, eh, he, ah, ha....

peri s.c. disse...

Boczon

a vaca malhada avacalhaada