#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

4.2.10

" Aqui nóis faiz, aqui nóis paga " ¹


Inferno é um termo usado por diferentes religiões, mitologias e filosofias, representando a morada dos mortos, ou lugar de grande sofrimento e de condenação. A origem do termo é latina: infernum, que significa "as profundezas" ou o "mundo inferior". ( def. Wikipedia - vale a pena ler, muito educativa e ampla a abordagem)



foto Sérgio Novaes / Agência Estado

Vendo esta foto de ontem à tarde da Estação Sé do Metrô ( ou seria Barra Funda ? até o Estadão ficou confuso ) durante o tradicional, foderoso e alagante temporal de verão do dia, dá para perceber que as religiões deveriam atualizar suas visões de Inferno.
Ele é aqui e agora .

E pior, penitencia indistintamente os maus e os bons. Nessa massa humana aí deve existir um monte de gente com pecados absolutamente insignificantes e desprezíveis.
Gostaria de entender afinal qual o real significado da expressão " justiça divina" ² .


Notas :
¹ Ditado popular ( pelo menos aqui na ZN )
² lembre também do acontecido no Haiti


43 comentários:

anna disse...

a coisa em sampa tá igual em belém do pará.
tenho falado como nunca: "a gente se encontra antes ou depois da chuva?" ou " se chover eu não vou".
estranho não?

peri s.c. disse...

Anna

O Tutty Vasques hoje escreveu que São Paulo está insuportável porque "papo-taxista" virou regra em qualquer lugar : " e o tempo, hem ...".
Papo-taxista e papo-barbeiro é um saco.

sonia disse...

para entender a "justiça divina" só acreditando em reencarnação...

peri s.c. disse...

Sonia

Se existir, o problema é : sabe-se lá aonde vamos cair...

Quase Blog da Li disse...

ou
"aqui nóis planta, aqui nóis colhe"
(acho que plantamos muito!)

jesusamado!!!
Papo-taxista, papo-porteiro, papo-guarda da rua, papo-caixa da padaria, papo-vizinho, papo-garçon, papo-faxineira, PAPO-MARIDO :(

Fernando Zanforlin disse...

Seu Peri,é facil entender a justiça divina. Se vc. planta caroço de abacate, pode rezar, ascender vela, mostrar a lingua prupadre,oferecer galinha morta na encruzilhada, pular ondinhas,andar com medalinhas, dependurar cruzinha no pescoço,dar dízimo, pactuar com o diabo, ser honesto, ser bonzinho, não ser adultero, não roubar, não se drogar, o que vc. quiser fazer, uma coisa é certa,vai nascer abacate e pronto.
Entendeu, o que vc. planta vc., colhe.

peri s.c. disse...

Li

papo-marido ? eu heim.

Quase Blog da Li disse...

kkkkkkkkkkkkkk
Per,
pior que pinta esse papo todo dia...
:(
(a fundição tá bem na "ilha do sapo")
beijo

Quase Blog da Li disse...

faltou o "i"

peri s.c. disse...

Fernando

Humm , será que todo esse povo aí da plataforma está colhendo o que plantou ? Merecem isso?

peri s.c. disse...

Li

Ilha do Sapo ? As coisas devem estar coaxando por aí...
Inunda aí na fundição ? E os fornos ?

Quase Blog da Li disse...

Peri,
pra inundar, precisa transbordar os 2 rios juntos(Tamanduateí e o riacho do Ipiranga). Nos fornos nem pensar( ficam ao fundo, mais ao alto)e nós temos sistema de comporta e válvula de reversão pra evitar que a água chegue até eles.

A Ilha do Sapo é naquele ponto onde os 2 rios se encontram, av do Estado com o inicio das principais ruas do ipiranga.
Já os sapos,
há muito sumiram!

(nós estamos na Paulo Barbosa, no meio da tal "ilha")

Silvares disse...

Nós somos as pulgas do planeta. Por vezes ele tem comichão.

Lina Faria disse...

Duas coisas:
primeira, sinto muito, Fernando, mas não adianta plantar uma só árvore de abacate. Posso estar repetindo uma grande bobagem mas, segundo um agronomo, é preciso um outro pé para que haja germinação e dê frutos.
Segundo, a causa de tanta catástrofe, tenho certeza, é a nossa velha e boa terra estar na menopausa. Ondas de frio, ondas de calor. Choros convulsívos. Hormônios à flor da pele...
Xiiii, isso já é papo de ginecologista. heheheh...
mas que é um inferno, isso é.

peri s.c. disse...

Li

Se você andar até o fim da Rua Agostinho Gomes em direção à Av. do Estado e olhar o outro lado do rio, verá um projeto meu, bem grande. O Centro de Distribuição da La Pastina ( humm, vinhos, massas, pomodoris e outras delícias ). "Subimos" o prédio 2.60 em relação ao nível original do terreno para evitar qualquer possibilidade de inundação.
Durante a obra, na Pres. Wilson chegou a dar 1 m de água uns dois anos atrás.

peri s.c. disse...

Silvares

Umas pulgas perniciosas. A Terra tem todo o direito de se coçar.

peri s.c. disse...

Lina

A natureza é misteriosa. Estamos batendo aqui em SPum record de chuvas de uns 40 atrás. Ou seja naquela época choveu tanto quanto agora. Só que a urbanização era menor, os rios tinham por onde se espraiar. Hoje a natureza toma de volta os espaços que imbecilmente lhe tiraram.
Se você conhece bem SP entenderá : meu avô conta queali pelos anos 30 na época das cheias iam de barco ali do Clube Espéria ( vizinho do Parque Anhembi/Sambódromo ) às margens do Tietê, até pertinho da Rua José Paulinho. A várzea do Tietê virava um grande lago

Selena Sartorelo disse...

Olá Peri,

O caos se implanta com toda a força que tem. Acho que de fato estamos colhendo os frutos dos descaso,da irresponsabiliade, da ignorância e a inconsciência sustentável que nunca tivemos.
Quanto a quem merece ou desmerece passar e enfrentar tais fatalidades...bem nesse caso eu preciso me responder
"Qual a paz que eu não quero conservar para tentar ser feliz" rsrsrsr!!!!!!!!!!!!

beijos,

hélio disse...

... tem o papo-elevador... terrivel!

O que mais me impressiona é que não existem responsáveis de nenhuma espécie. Lotear um lugar e chamar de jardim pantanal, é demais. Urbanizar uma área nitidamente imprópria para presença humana, com a autorização do poder público... Não dá para dizer que não viu, que não sabia. Depois de instalado os enormes problemas aparecem e nada, não existe ninguém para assumir a responsabilidade. O pior, pedem mais dinheiro para resolver a estupidez. Se o poder público não responder pela sua incompetência, negligência, conivência, o eterno "urbanismo-do-puxadinho"sairá vitorioso. Sempre. Como pode, meu caro Peri, uma cidade com a qualidade humana de técnicos como tem em São Paulo, enfrentar tantos problemas com algo que deveriamos levar em conta instintivamente, que ocorrem todos os anos felizmente, como as chuvas de verão?
Terra na menô é muito bom! pensando bem é isso mesmo.

abração.

tá bem de projeto, hein Bello?!

Quase Blog da Li disse...

Peri,
é onde (antes) era a FANAUPE?

Agostinho Gomes...
nasci ali, entre a Paulo Barbosa e a Guarda de Honra.
Minha mãe tb nasceu lá e todos os meus tios e primos. A Portuguesada paria em casa mesmo!
Praticamente morei na enchente minha infância e adolescência; tenho horror a chuva e qualquer tipo de agua, sem contar as "ILHAS";
detesto todas!
rsrsrs
beijo

peri s.c. disse...

Selena

Grndes ajuntamentos humanos estão sempre à beira do caos.
As mega-cidades são muito frágeis.
Assim como as médias e as pequenas ( vide São Luís do Paraitinga ).
Melhor voltarmos às cavernas. Mas tomando o cuidado que as bocas dessas cavernas estejam acima das cotas máximas de inundação dos rios próximos, eh, eh

bjs

peri s.c. disse...

Helio

Não basta termos bom técnicos, já que prevalece o viés político, das políticas e dos grandes lobbies junto aos poderes executivos e legislativos.

Bons técnicos projetaram o rebaixamento e alargamento da calha do Tietê e dos 104 piscinões necessários a minimizar o impacto das fortes chuvas de verão.
Aí vem as políticas e :
1. Deixam de drenar o rio ( ação fundamental para que prevalecessem os critérios de projeto ) - o projeto previa que o rio deveria ser capaz de escoar 1000 e tantos m³ de água por segundo. Na cheia de 8 de dezembro mediram um escoamento de 700 e poucos m³, a calha do rio está bem entupida .
2. Até agora só foram feitos 51 piscinões. Alguém tomou a decisão de qual seria a velocidade de construção.

Isso no executivo. No legislativo, você deve estar acompanhando as denúncias que mais da metade dos nossos vereadores tiveram suas campanhas também finaciadas por uma entidade ligada à área imobiliária, profundamente interessada em proteger seus interesses em relação ao Plano Diretor e demais legislações que impactam a área imobiliária na cidade. Imagino que esses interesse não sejam o de colaborar com o bom e consequente planejamento urbano, eh, eh.

E por aí vai .

abraço
....

estar bem de portfólio de trabalhos não significa estar bem no portfólio financeiro, muuuuito pelo contrário.

peri s.c. disse...

Li

Onde era a antiga fábrica da Mangels. Note que preservamos o pirulitão da caixa d'água retangular da Mangels, até com a lajinha lá em cima.

Também tive uma infãncia à beira-rio, meu avô morava na Avenida do Estado, ali na Ponte Pequena, quase esquina com a Av. Tiradentes.
Pobres, porém limpinhos. E sequinhos, ali não inundava.

Lina Faria disse...

Peri, todas as explanações técnicas sobre os atuais fenômenos naturais, correspondem à minha metáfora.

Quase Blog da Li disse...

Nossa, o pirulitão da Mangels! Foi minha "vista" durante muito tempo...
Fazia parte da paisagem!
Com a construção do fura-fila-paulistão-expresso-tiradentes o nosso horizonte foi altamente recortado invadido mutilado.

Então vc tb é beira-rio...
E "Sequinho"!
rsrsrs
Melhor sorte a sua!

Vcs estavam perto da Porto Calvo, Guaporé; tem uma fábrica de ladrilhos alí (vc deve conhecer)que é "uma viagem", são lindos...

Anônimo disse...

Peri,

estou atrasada,mas talvez a tempo de te dizer que havia ficado impressionada com essa foto, no Estadão. Meus olhos não se desgrudavam dela, hipnotizados.
Me lembrei das peregrinações a Meca, que também sempre me impressionam. Nunca me acostumo com aquela multidão sem fim, quase inacrediltável.
Quando me detive na foto do Estadão, pensei em uma outra, de dias atrás, na Veja. Uma criança, absolutamente abandonada, jazia sobre uma peneira, entre escombros no Haiti. Poucas vezes senti tanta tristeza e solidão estampadas em uma página impressa.
O mundo anda muito triste. A vida também.

Beijo, malgré tout.

Vivina.

peri s.c. disse...

Lina

As figuras de linguagem explicando o mundo.

peri s.c. disse...

Li

1. O fura-fila furou os horizontes das margens do Tamanduateí.

2. A fábrica de ladrilhos hidráulicos é a Ladrilar. Continua na Porto Calvo, igualzinha ao que sempre foi, produção absolutamente artesanal, cheia de poeiras quase seculares ( a última e mais moderna inovação tecnológica que entrou lá creio que foi o telefone ) e com aquelea coleção infinita de moldes penduradas pelas paredes.
Sou freguês faz tempo .
Uma dica , para você que é apreciadora das artes : eles tem uma coleção de 5 ladrilhos desenhadas pelo Flávio de Carvalho, representando os cinco sentidos. Magníficos desenhos. De vez em quando eles prensam uma série destes.

peri s.c. disse...

Vivina

Você nunca está atrasada, seu cartão de ponto aqui no Armazém está liberado.


A Estação Sé, onde se cruzam as cinco grandes zonas da cidade é sempre impressionante. Passe lá entre 18/19:00 e verá o que considero um retrato dessa cidade : uma massa humana se comprimindo e movimentando, tipos para todos os gostos e desgostos .
Às vezes, como na foto, o assombroso fica assustador.

beijo

Lina Faria disse...

É mesmo o Érebo...

Quase Blog da Li disse...

Peri,
nós ganhamos do Hamilton essa série do Flávio de Carvalho!
Na época ele perguntou para o Gil se era verdade que o Flávio de Carvalho andava de saia pela cidade; foi muito cômico...
rsrsrsr

E essa do telefone foi ótima!
Acho que a fábrica esta do mesmo jeito desde que ele herdou do sogro...
São lindos, muito lindos aqueles ladrilhos. E o trabalho é fascinante!

Nossa,
que mundo pequeno!

beijo

hélio disse...

...pois é o que eu digo, enquanto o desenvolvimento das cidades estiver nas mãos pouco competentes de politicos e seus mecenas, com toda a volúpia econômica e a voracidade pouco gentil que estes caras tem com as cidades e seus habitantes, as cidades se tornarão cada vez pior, como você diz, frágeis.

E os garis, Peri, o poder público está percebendo que sem os garis a cidade entope. O rio entope. Fico imaginando os arrogantes politicos, que se acham superiores a todos, em seus mundinhos limitados e mediocres, com suas verdades fúteis, percebendo que o sucesso do "projeto politico" deles depende dos... garis. É muito engraçado, nénão Peri?

Quanto aos técnicos, falo naturalmente da mobilização social que deveriamos ter e fazer... é a tal história, ficamos bloqueados pelo poder econômico e politico, que um dia poderá ser um dos nossos clientes, então nos calamos. Somos pobrinhos, limpinhos mas não somos malucos... bem... só um pouquinho.

Quando vejo a espetacular ação do governador arruda, entendo nossa frágil e cruel realidade.

peri s.c. disse...

Lina

Érebo em ação!

Como jamais gostei de falsas erudições, confesso fui pesquisar.

E,o que mais gosto na net são de blogs/comentários que acrescentam ( e nos obrigam a pesquisar ) , como foi este teu :

Érebo

Segundo a Teogonia, Érebo ou Erebus era a personificação da escuridão; precisamente o criador das Trevas. Tinha seus domínios demarcados por seus mantos escuros e sem vida, predominando sobre as regiões do espaço conhecidas como “Vácuo” logo acima dos mantos noturnos de sua irmã Nix, a personificação da noite.

Sendo um dos filhos de Caos, Erebus juntamente de sua irmã gêmea Nix nasceram de cisões assim como se reproduzem os seres unicelulares; a partir de "pedaços" de Caos, Erebus e Nix passam a ser os mais velhos imortais do universo, logo após de Caos.

Erebus desposou Nix, gerando mais duas divindades “primórdias”; o Éther (conhecido como a Luz celestial) e Hemera (o Dia).

Erebus foi conhecido por ser um dos maiores inimigos de Zeus, conta-se que os Titãs pediram socorro a Erebus e pessoalmente o primórdio havia descido até o Tártaro para libertar os filhos de Gaia, porém foi surpreendido por Zeus e Hades que tiveram a ajuda de Nix para lançar Erebus nas profundezas do rio Aqueronte a fronteira dos dois mundos.

Na medida em que o pensamento mítico dos gregos se desenvolveu, Erebus deu seu nome a uma região do Hades por onde os mortos tinham de passar imediatamente depois da morte, para entrar no Hades. Após Caronte tê-los feito atravessar o rio Aqueronte, entravam no Tártaro, o submundo propriamente dito.

Érebo era também, freqüentemente, usado como sinônimo de Hades.

( da Wiki )

peri s.c. disse...

Li

Não conte para ninguém : tenho duas completas ( uma com fundo branco e outra com fundo amarelo-semi-enferrujado ) e uma incompleta. Estão aguardando que eu projete e mande fazer o aparador que pensei em fazer com elas.

O Hamilton ( " oi, Bééééllo " )parece que anda doente, quem está tocando o negócio é o filho dele.

peri s.c. disse...

Hélio

Nossos pouco competentes políticos, da direita à esquerda ( até o ex-ético e ex-sério PT), e seus mecenas, deitam e rolam graças à estupidez da grande maioria da população.
Esta população que brada de boca cheia " tudo é culpa dus pulíticus ", mas que no fundo queria era uma "boquinha" em qualquer repartição pública e reclama da obrigatoriedade de votar - gratutamente- mas paga para votar em quem vai ser eliminado do BBB ( na última vez creio que mais de 30 milhões de imbecis pagaram para votar, uma mina de ouro para a Globo e as operadoras de telecomunicações ).
Esse povinho na verdade merece os governantes que tem.
O problema é que todos nós pagamos pesadíssimos impostos para nada, a bufunfa que se desmancha no ar : nos tortuosos caminhos da burocracia cartorial e impenetrável, nas trocas de favores políticos, nas meias cuecas, calcinhas e sutiãs, nas contas secretas dos paraísos fiscais, etc, etc, etc..
Tamos fudidos, cara, já que não somos de nenhuma dessas incontáveis curriolas que vampirescamente sugam as veias e artérias desse país.

Lina Faria disse...

Peri,
você é mesmo um ótimo professor.
Gosto muito de mitologia.
Não só um trabalho meu se valeu de arquétipos mitológicos.
Fiz uma exposição em 2008, "Olho da Rua", que separei a edição, em três etapas. A primeira o Olimpo, onde mostrava véus de prédios contra o céu, Gaia, com paisagens urbanas e Érebo, nas ruas, mostrando mesmo o caos social.
Adoro Hesíodo, Homero e quem mais me alimente no meu mundo nefelibatário.
Desculpe, mas adoro palavras, adoro o irreal.
Em resumo, sou uma chata!

Lina Faria disse...

Me esqueci, não sou pretensa erudita. Sou curiosa, mas pesquiso pra sustentar e desenvolver minhas idéias. Levo anos em um projeto que acabo nem publicando. Mas durante as pesquisa, me divirto e encontro muitas respostas.

peri s.c. disse...

Lina

Bom a Wiki, não ? Conhecimento básico ao alcance dos dedos, ótimo.

Nefelibata ? Vive então nas nuvens ? Acho que todos com pendores artísticos vivem nas nuvens . O que é um bom estado de espírito.

Vocês fotógrafos profissionais tem uma vantagem : a " viajar" e de montar, arquitetar, a estrutura de um trabalho e partir para a ação.
Se demora, se exibe , é outra história. Mas enriquece a alma.

Lina Faria disse...

Desculpe minha reação, Peri. Ando sensível.
Minhas pesquisas começaram bem antes da Wiki.
Quando pesquisei sôbre as cariátides, passei dois meses indo à biblioteca da FAU, procurando sobre.
Não há nada na literatura portuguesa. Xerocava o que encontrava em francês e me valia de ajudas para traduzir.
Da literatura se desenrolam idéias, loucuras. Fiz um bom trabalho. um dia te mendo o texto por email, se te interessar.
Peri, o auto-didata nunca para de estudar. Em geral os caminhos são bem mais longos, mas talvez até mais intenso. Sei lá!
Dê um desconto ao meu isolamento, amigo.
Desculpe se sou exibida. hehehehe...

peri s.c. disse...

Lina

Se meu desconfiômetro humano aplicado não está desregulado, muita gente anda sensível ultimamente. hà algo estranho no ar. Trocar de carro em 90 prestações disfarça, mas não resolve.

Pode mandar, claro que interessa.

expressodalinha disse...

Justiça divina é toda aquela que não sabemos explicar.

peri s.c. disse...

Jorge

Acho que a Injustiça Divina é a que não tem explicação. Abala os pilares da fé.

Falco disse...

Olá povo!!!

Bom antigamente para quele lado na Av dom pedro enchia direto meus pais tinha padaria e perdia tudo sempre... mais isso é a anos, muita coisa mudou la e nunca mais ouvi falar de enchete la...

bom tem uns novos apês na rua augustinho gomes 442 que tou vendo para comprar, mais nós dia de hoje como está aquele lado realmente??

Será que eu e milhares de familhas que compram la o ape da eztec vão ter de nadar? este é meu medo *-*

Que ses acham??