#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

13.1.10

Amém e tchim, tchim




no Amarelinho, um barracão nas barrancas calorentas do Rio Aquidauana

Proteção divina para quem entorna umas cervejas geladas no ponto certo, enquanto corajosamente enfrenta umas costelinhas de pacu e outras delícias fluviais pantaneiras .

Ou, se a Santa Ceia fosse hoje, seria patrocinada.



14 comentários:

Eduardo P.L disse...

Ótimo post! Imagem típica de olhos e espíritos atentos!

peri s.c. disse...

Edu

Grazie.
Pena que a qualidade técnica da foto não seja lá essas coisas, camerazinha nova, preciso aprender suas mumunhas, saiu um pouco do foco.

anna disse...

quinveja!

peri s.c. disse...

Anna

De fato, invejáveis pitéus sólidos e liquidos.
E até o calor estava suportável.
E não era hora do ataque dos mosquitos.

Mas para chegar aí foram 5 horas de trem, num trajeto de 150km. Depois eu conto.

gugala disse...

ó o judas ali tomando uma Skol.
Canalha!

Quase Blog da Li disse...

Ótima sacada Peri!

Anônimo disse...

Peri,
tem vida melhor?

Beijo
Vivina.

peri s.c. disse...

Gugala

Skol ? pior ... Schin !

peri s.c. disse...

Li

obrigado !

peri s.c. disse...

Vivina

Tem não.
Precisava um desses na esquina de casa.
Seria muito útil, pelo menos enquanto não inventarem que pedestres
não podem circular pelas ruas depois de tomar umas e outras.

Lina Faria disse...

Peri,
acho que já caí numa dessas do trem de 5 horas.
Tentei fazer de Campo Grande a Ourinhos. Desci em Três Rios, peguei um ônibus leito e terminei meu trajeto até Cwb.

peri s.c. disse...

Lina
Haja romantismo para ficar tanto tempo num trem.

sonia disse...

beber com direito a benção de Jesus é outra coisa!!! :)

peri s.c. disse...

Sonia

Ecumenicamente falando, suponho que os deuses entendem as pequenas fraquezas humanas.

Como jé escreveu nosso filósofo maior,o Millor, nunca se soube de um grupo de bêbados querendo invadir outro país.