#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

2.11.09

Coreto cinematográfico

Como implodir um "clima" , em A Um passo da Eternidade :

A cena original






Deborah Kerr e Burt Lancaster em espanhol, besando-se en la playa
e com direito até ao eco do estúdio de dublagem, um anticlimax explícito.








17 comentários:

Eduardo P.L disse...

Uma aula de como acabar com a cena!!!

peri s.c. disse...

Edu
ficou com cara de dramalhão mexicano.

João Menéres disse...

E ninguém responsável nunca deu conta?

Quase Blog da Li disse...

Estoy segura de que
es broxante...
:(

expressodalinha disse...

É por isso é que eles não conseguem falar inglês. A tradução simultânea é rídicula e preniciosa.

peri s.c. disse...

João
Não existem " responsáveis" por estas coisas.

abraço

peri s.c. disse...

Li
bota broxante en esto .

peri s.c. disse...

Jorge
Aqui " dublagem" .
Importante em paises onde existem grandes contigentes de analfabetos.
Mas deveriam ser bem feitas . As dublagens feitas aqui são muito boas, de nível altíssimo.

peri s.c. disse...

oops : ... " contingentes ..."

anna disse...

tem coisa pior que dublagem?
uma vez vi um seriado desses norteamericanos em tcheco.

não dá prá levar a sério.

e peri's, qui "deborona" esse, heim,?

peri s.c. disse...

Anna
Clint Eastwood em japonês e Woody Allen em mandarim devem ser ótimos.

" Debrona" ... "este ?
Duelo de titãs : Muiérona e homão, vixe.
Nem entrou areia no rala e rola, os grãozinhos ficaram com medo, eh, eh.

Patty Diphusa disse...

Caliente..

Me lembra as cenas de dublagem de Mulheres à beira de um ataque de nervos.

Bjs

peri s.c. disse...

Patty
Até o mar ficou morno com tanta caliência .

bjs

Marcio Gaspar disse...

"...o mar passa saborosamente a língua na areia..." - eduardo dusek

peri s.c. disse...

"... que tão debochada,
cínica que é,
permite deleitar desses abusos do mar

Por trás de uma folha de palmeira
A lua poderosa, mulher muito fogosa
Vem nua, vem nua
Sacudindo e brilhando inteira
Vem nua, vem nua
Sacudindo e brilhando inteira

Palmeiras se abraçam fortemente
Suspiram, dão gemidos, soltam ais
Um coqueirinho pergunta docemente
A outro coqueiro que o olha sonhador:
- Você me amará eternamente?
Ou amanhã tudo já se acabou?

- Nada acabará - grita o matagal -
Nada ainda começou!
Nada acabará - grita o matagal -
Nada ainda começou!


Imagina: são dois coqueirinhos ainda em botão
Nem conhecem ainda o que é uma paixão
E lá em cima a lua
Já virada em mel
Olha a natureza se amando ao léu
E louca de desejo fulgura num lampejo
E rubra se entrega ao céu
E louca de desejo fulgura num lampejo
E rubra se entrega ao céu "

ah, ah , ah,
bem lembrado , Marcio !!!!!!

Grande Dusek, adoro, e sua "Folia no matagal" ( um matagal à beira mar, nunca tinha pensado nisso )

Marcio Gaspar disse...

e se depender dos dubladores chicanos, não vai adiantar a deborah kerer que o gregory peck...

peri s.c. disse...

Marcio
Você está brilhante hoje.
É claro : foi deste filme que saiu o trocadilho musical da Rita Lee !