#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

20.5.09

Meus tipos inesquecíveis - 1a

Dr. Zachary Smith





Como lembrou o Marcio nos comentários, a dublagem feita pelo Borges de Barros, dá o tom do personagem. No vídeo abaixo uma enxurrada de vários " lata de sardinhas inerme, paspalho ferruginoso, idiota mecânico, autômato retardado, trapalhão mecânico, demônio metálico, palermoso biltre e etc "


26 comentários:

Eduardo P.L disse...

Uma pergunta: Como é que conseguiu resolver o assunto do cabeçalho. Tenho alguns com o mesmo problema!

Ery Roberto Correa disse...

Peri, eu vi duas fases distintas em Lost in Space: a primeiraa me parecia ter um Dr. Smith vilão, egoísta e manipulador. Em outra fase, acredito que tentaram mudar características fortes do personagem e ele acabou se transformando em um autêntico "trapalhão", consequentemente promovendo o seriado a uma comédia de quinta categoria. Era, então, um velho cagão e muito chato.

De qualquer forma, no conjunto da obra, foi um personagem inesquecível, daqueles que nos fazem acreditar que se não fosse sua presença na série ela não teria alcançado o sucesso de que somos testemunhas.

Abração.

ET: pelo que percebo vem por aí uma série de Tipos Inesquecíveis? Boa, grande idéia, parceiro!

googala disse...

"-Não tema, com Smith não há problema!"

Marcio Gaspar disse...

e tinha como dublador o genial Borges de Barros, que muitíssimo contribuiu para o sucesso do personagem por essas plagas...

peri s.c. disse...

Edu
passei e-mail.

peri s.c. disse...

Ery
O vilão que não dava certo e ainda poltrão.Porisso engraçadíssimo e inesquecível.
Eu só assistia por causa dele, porque o resto era uma babaquice só, com aquela família edulcorada.

Virão os tipos mais inesperados.

peri s.c. disse...

Googala
bem lembrado, maravilhoso slogan.

peri s.c. disse...

Marcio
As vezes as dublagens feitas por aqui são melhores que as vozes originais. O falsete de voz que o Borges fazia para o Smith era impecável.

claudio boczon disse...

ei, por que a mulher do outro Dr. Robinson está fora de sintonia aí na imagem?

"perigo, Will Robinson, perigo!"

peri-go s.c. disse...

Boczon
Estava sendo sorrateiramente abduzida por maléficos e libidinosos alienígenas do sistema Schelerp-Slurp-1, famosos na galáxia por seus múltiplos apêndices sexuais.
Pe-riiii-go, pe-riii-go !
Mme. Robinson está prestes a descobrir o que é bom prá tosse.
E prá bronquite e rouquidão

anna disse...

peri's não consegui nunca ver o último capítulo da série.
vc viu?

peri s.c disse...

Anna
Não vi, isso foi no século passado.
Eles voltaram à Terra ? Passaram a ser os " perdidos no espaço terráqueo " ?

claudio boczon disse...

para matar a saudade auditiva...

http://www.imeem.com/people/n0YFah/music/00nGPPSW/45-lost-in-spacemp3/

Anônimo disse...

Peri:

Dr.Smith e o Zorro sem a máscara e o bigodinho.

Abraços

Günther.

Quase Blog da Li disse...

Que delícia de lembrança!
Pelo que li virão outras!!!
Muuuuuito bom!
bjs
li

peri s.c. disse...

Boczon
Para matar a saudade visual tasquei um iutubi.

peri s.c. disse...

Günther
Que olho vivo e que faro fino! Exato, Armando Joseph Catalano, filho de italianos, aliás Guy Willians foi o Zorro também.
E fui pesquisar mais, muito interessante : trabalhou em Bonanza, substituindo o filho mais velho, que estava de saco cheio da série.
Mas o melhor é que convidado por Isabelita Perón foi para a Argentina, onde de Zorro, passou a " abrilhantar" os eventos promovidos por ela. Passou longas temporadas lá e morreu em Buenos Aires, em plena La Recoleta.
Não se sabe se em algum momento exclamou : " Que el mundo fue y será una porqueria ya lo se"
(A Wikipédia é ótima, uma fonte inesgotável de cultura inútil)

abraços porteños/intergaláticos

peri s.c. disse...

Li
Muitos outros e esquisitos tipos.
bjs

Marcio Gaspar disse...

sabia dessa do zorro, mas nunca soube da ligação do cara com a argentina e nem que havia morrido por lá. sensacional! e como adicional curiosidade inútil, guy era gay.

anna disse...

coisa mais tosca que fazia a cabeça da gente...

peri s.c. disse...

Marcio
Complemento inútil ao " Guy era gay " : seu empresário era o mesmo do Rock Hudson ...

peri s.c. disse...

Anna
A graça acho que vinha desta tosquice. Era, enfim, o que tínhamos à disposição.
A vida era agradavelmente tosca : meninos ainda faziam pipas, carrinhos de rolimãs. E como ainda estavam para inventar shoppings, íamos ao cinema de ônibus mesmo, lá no Centro.
Eu tinha o previlégio do ponto final do elétrico Santana/Jardim Europa ser na esquina de casa : ia sempre sentado, com aquelas janelonas-guilhotina abertas apreciando a tranquila e ainda íntegra paisagem urbana da época.

claudio boczon disse...

pô, Peri

despois desse teu comentário, até ouvi o Francisco Petrônio cantarolando "Rapaziada do Brás", ou similar...

peri s.c. disse...

Boczon
Estou levemente nostálgico e verborrágico hoje.
Agora, Chico Petrônio, tenha paciência quem gostava era meu avô, ah, ah.

Quanto a rapaziada do Brás, ficava obviamente no Brás que ( junto com o Pari e o Canindé ) para nós de Santana era uma zona de transição e proteção em relação à Moóca, lugar habitado por uma outra estranha rapaziada que inventou a expressão, logo disseminada, o :
" ôrra, meu ".

Informe culturla-gastrômico complementar : o Brás tinha uma atração, que reina até hoje, a Pizzaria Castelões, vide o penúltimo post do Julinho no " Papo de Boteco ", link ali nos favoritos. Eu "rrrreeeecomennnndoooo " ( o blog e a pizza )

googala disse...

Melhor pizza original de calabra do mundo!

peri s.c. disse...

Guga
Hum aquela de mozzarela com um pouco de calabresa espalhada delicadamente por cima e finamente fatiadas . Vou quase ás lágrimas quando uma dessas chega à mesa.