#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

1.2.09

Mergulhando superficialmente nas raízes do Brasil - Reflexão final repentina



photo by P.S.C. Historical Touristic Views

Essa pequena série de posts foi bem, obrigado. Na sequência da publicação um crescendo de participações nos comentários onde me chamou a atenção que 100% dos que um dia lá estiveram declararam sua paixão pela cidade. Isso me fez pensar :

" - Afinal, porque todos gostam de Tiradentes ? "

O piso de pedras é incômodo para andar, deixamos de ser lépidos pedestres, e péssimo para rodar, os carros sacolejam a uns 20km/h no máximo. Discutimos até o que leva alguém a trabalhar como taxista ali, o carro deve desmontar em dois meses .
A cidade não tem lanchonetes e fast-food ( se bem que já existem dois exemplares de comida por quilo ), não tem shopping, nem mini-shopping, nem micro-shoppig. Não tem hipermercado com "praça" de alimentação, não tem posto de gasolina com loja de "conveniência", não tem 143 farmácias, nem 108 agências bancárias ( só vi duas, pequenas e escondidinhas numa travessinha secundária e sem estacionamento ! Suponho que existam quatro, cadê o BB e a CEF? ) e muito menos caixas eletrônicos espalhados (só nas agências) .

Sex-shop, nem pensar. Não tem lan-house, o que a molecada de lá faz da vida? E pensando bem, não lembro de ter visto antenas parabólicas e a pousada não tinha tv à cabo, só a tv aberta, com as imagens cheias de fantasminhas. A antena era daquelas de duas hastes telescópicas em "V", pendurada de "ponta-cabeça" no suporte de parede da tv ( não, não tinha um bom-bril espetado na ponta ). Ar condicionado na pousada ? Ah, ah, ventilador, e de "chão" .

Como é que esse povo aprecia um lugar que não tem essas coisas tão "fundamentais" à vida moderna ? Hamm ??

Estranha, muito estranha essa paixão.

FINIS ( de novo )

19 comentários:

expressodalinha disse...

A perguna é mais que pertinente, mas devia ser acrescentada: passar por lá, tudo bem; e morar lá?

Eduardo P.L disse...

Peri,

tenho uma conhecida que já voltou umas oito vezes! Adora Tiradentes! Eu estive uma e não pretendo voltar nunca mais! Não entendo como moram, e pior sem morar, voltam mais de uma vez!

peri s.c. disse...

Jorge
Conheci nessa minha rápida passagem, duas cariocas, um artista plástica e outra dona de loja e uma paulista, ótima artista plástica, que montou uma pequena galeria. Todas felizes com o sossego. Só uma das cariocas reclamou do frio, no inverno.

peri s.c. disse...

Eduardo
Eh, eh, cada um com suas preferências.
Minha estatística estava errado então, só 90% adoraram.

Eduardo P.L disse...

Peri,

não é que não gostei, mas não tem nADA para se ver uma segunda vez! 90% esta de bom tamanho!

GUGA ALAYON disse...

Será que tem dentista em Tiradentes, ou é ai mesmo na casa de carnes?

Fernando Zanforlin disse...

Os segredos das Minas Gerais!!!!!!
Abs

peri s.c. disse...

Eduardo
Sempre achei que, se o lugar é interessante, a segunda visita é sempre melhor que a primeira.

peri s.c. disse...

Guga
Casa de Carnes e Cáries ?

peri s.c. disse...

Fernando
Aquelas montanhas escondem muitos segredos.

roserouge disse...

Casa de Carnes é o quê? Talho? Ou melhor, açougue? Ou serão outras carnes?

peri s.c. disse...

RR
Açougue.

Talho ? ( Quéscussé? )

Outras carnes, em algum lugar da parte mais nova da cidade, onde tem uma luzinha vermelha na porta.

anna disse...

ai... sem internete?

difícil heim?

peri s.c. disse...

Anna
Deve ter, não procurei, tinha mais o que fazer, eh, eh.

Anônimo disse...

Peri:
Estranha essa paixão?
Com a comidinha e a pinguinha mineira?
Uai,sô...
Abraços
Günther.

peri s.c. disse...

Günther
Prá mim nada estranha.

Pinguinha mineira
à
preçinho maneiro:

uma de Salinas, R$2,50, copinho dos grandes cheio até à boca.
Aqui carcariam uns R$15,00 pela dose que me apresentaram.

rm disse...

Quem sabe a atração está naquilo que a cidade não tem?

Ótima série!

peri s.c. disse...

rm

Não tenho dúvidas, a ausência de tudo aquilo preenche uma enorme lacuna.

Obrigado, apareça sempre.

Adelino disse...

Peri, com todo o respeito que você e seus leitores merecem, mas quando vi "Casa de Carnes Tiradentes", lembrei daquelas gravuras dos restos esquartejados do do nosso Alferes da Independência...
Um abração.