#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

20.12.08

Coreto Musical

Para os românticos de plantão, um momento de relax nestes trepidantes, arrepiantes e absurdos dias pré- natalinos/fim de ano.
Afinal a Itália produz mais que pasta di grano duro, extra-vergines e tarantellas.





e neste outro belo arranjo

18 comentários:

expressodalinha disse...

Tudo muito alucinante!

disse...

Meu Deus Peri...agora pegou de verdade...Em um segundo parece que todo um momento tão importante e lindo da minha vida foi vivido ontem...esta música para mim diz tudo...que maravilha ouvi-la aqui ...fazia tempo!Grazie...

Eduardo P.L disse...

SOCORRO !!! Adelino!
Isto é muito mais que NOSTALGIA!

rsrsrs

Adelino disse...

Peri/Eduardo, somos (quer dizer, eu sou...) de uma geração privilegiada. Vimos de tudo: do supra-sumo de bom ao ruim, ou seja, dos intérpretes e das canções mostradas pelo Peri às "danças na boquinha da garrafa" e outras coisas menos votadas...
Excelente o post, Peri.
Um abraço. Feliz domingo.

peri s.c. disse...

Jorne
Alucinção com delicadeza musical, eh, eh.

peri s.c. disse...

E. P. Lunardelli
ah, ah, entrou em ebulição seu sangue italiano, hem ?

peri s.c. disse...

Adelino
Todas as gerações convivem com belezas e com porcarias.Este coreto vai atrás das belezas esquecidas, mesmo que recentes, eh, eh.
abraço

peri s.c. disse...

Vi, que bom que re-ouvir essa música te permitiu esse re-momento.
Essa é uma daquelas que fica guardadinha naquele cantinho da memória das belas emoções.

sonia disse...

dá uma saudade dolorida, isso é verdade!
bjs, Peri.

valter ferraz disse...

Peri,
saudade não tem idade. Começou a sessão cueca amarela.
Bota Francisco Petrônio aí!
Abraço Grande

peri s.c. disse...

Sonia
Esse "coreto" recupera belos insights musicais.

bjs

peri s.c. disse...

Valtér
até meu filho já tem lá suas saudades, nós então ...

Êpa ! Cueca amarela ??????? Nessa época aí cueca "samba-canção", de botãozinho, sem elástico e BRANCA !

Anônimo disse...

Peri:
Romântico de plantão na madrugada.
Meu presente(Sic) de plantão ,como uma mensagem de Natal e Ano Novo,é você entrar em youtube:Light Reflexions do meu amigo André(êle tinha 1,58
metros de altura),mas a voz era digna de Erik Burdon do The Animals.Ouça.
2-Fui amigo e convivi com o Walter do grupo Pholhas que eram da Mooca;Acho que êle se tornou um grande arquiteto,como você,
pena que deixou a música .Parece coisa de arquiteto...He..He HE..
Ouça My Mistake,era da época do "bate-côxa",em que tinha que deixar o "pau" no retão,no mingau(nome sugestivo),você se lembra?
Enfim: nós tivemos uma vida invejável.
Vamos lá no youtube,o resto é silêncio.
Somos jovens
Abraços
Günther.

peri s.c. disse...

Günther
Walter "Bitão"(? não era isso ? ) meu contemporâneo de FAU, 2 ou 3 anos para a frente de nossa turma.
Para encher o saco chamávamos o grupo de "Pôlhas", tocavam bem prá cacete, animando aqueles mingaus, principalmente no Círculo Militar, ótimos, belas garotas mas enfim, não comíamos nenhuma, eh, eh, o sexo não era farto nem fácil.
O outro conjunto famoso na época era o Wat 69. Sumiram : o conjunto e o scotch.

Agora ,let's ouvir as músicas indicadas.
abraços

Marcio Gaspar disse...

a diferença entre a primeira e a segunda versão de senza fini, aqui postadas, é a distância que separa o brega (a 1a) do chique (a 2a).

peri s.c. disse...

Marcio
Não seja tão cruel.
Essa música é do Gino Paoli, que envelheceu elegantemente ( a música não, vide a 2ª versão ). O diretor de tv foi felicíssimo quando selecionou um tocante close do Gino, olhando a Ornella cantando e sabe-se lá o que passando em sua cabeça, um raro momento de humanidade na exuberante falsidade televisiva. A Ornella, bem ... uma certa breguice feminina da tentativa visível de evitar a visual passagem do tempo.

E na segunda e necessária versão, um detalhe curioso no assunto breguice, a harmônica, brega por excelência fora dos forrós ou das mãos do Borguettinho e do Piazzola e demais tangueiros. E nesse arranjo, emoldurando linda e chiquemente a música.

Fernando disse...

Musicão, Peri!!!
Daquelas de deixar a gente em paz com a vida.
abs
fernando cals

peri s.c. disse...

É mesmo Fernando, sempre volto aqui para ouvi-la.