#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

29.10.08

Mais Vrummm - O Troféu

Vovô Oscar Niemeyer, mesmo com seus 100 anos de idade, não sossega. Em vez de passar o dia de pijamas ou jogando dominó com os amigos na pracinha, trabalha, trabalha, trabalha. Fuma suas cigarrilhas e como recém-casado, pratica outras coisinhas ( mas como isso é vida pessoal não comentaremos ) E não rejeita trabalho. Agora deve ter dedicado uma meia-hora de seu dia para desenhar o troféu que será entregue ao vencedor do GP Brasil de F1.




O desenho do troféu, segundo Niemeyer, é inspirado em outra obra sua, o Palácio da Alvorada, em Brasília. Além disso, tem uma referência ao volante de um carro de Fórmula 1. "Eu pensei no tema da Alvorada, porque é uma coisa bem brasileira e que foi copiada no mundo inteiro", revelou o arquiteto.
Outra novidade do troféu deste ano do GP do Brasil é o material com que ele foi produzido. É o plástico verde, um polietileno feito de matéria-prima 100% renovável, extraída de etanol de cana-de-açúcar.

O troféu é " Cachaça sólida, em outras palavras. Se virar líquido, nóis toma. ", como comenta o jornalista Flávio Gomes, em seu blog especializado em DKWs, Ladas e outras velharias, corridas, de vez em quando política e arquitetura.

17 comentários:

googala disse...

hiper-original. ahahah

peri s.c. disse...

Adequado às profundas vivências artísticas-culturais daqueles pilotos.
Esse troféu valeu mais pela piada do Flavio Gomes.

anna disse...

me lembra a marca da mercedez.

peri s.c. disse...

Anna
Ele torce pela Mclaren.
Como aquela escultura no fim do Sambódromo do Rio lembra o logo da Mcdonald's
Estaria o nobre arquiteto sog o jugo do capital multinacional ?

Marcio Gaspar disse...

achei feio pracarái...

peri s.c. disse...

Também não gostei, ele é capaz de fazere bem melhor que isso.
Como escrevi aí no post, ele deve ter dedicado meia hora, quarenta minutos á criação da bagaça aí. Acho que ninguém contou prá ele que vai ser visto por uns trocentos milhões de pessoas pelo mundo afora, via tv e fotos.

Eduardo P.L disse...

Concordo com você! Além de parecer um troféu para caçadores ( pois tem 2 chifres ! ) nada com F1. Nem com muita boa vontade com o velhinho!

Banda Gás Pimenta disse...

vai combinar bem com aquela mesa de tampo amebóide revestida de fórmica vermelha e com três pés-palito.

com FIA e em FIA

ery roberto disse...

Eu gostei Peri! Vivo discordando né? Sabe por que gostei? Porque "não" tem a cara do Hamilton! O que é um bom prenúncio. Acabei de brincar de escrever sobre F1. Abraço.

peri s.c. disse...

Eduardo
talvez ON tenha um humor muito mais fino do que imaginamos : quem sabe o troféu não seja uma referência ao "corno" que vai ganhar dos brasileiros ???

peri s.c. disse...

Sr. Banda GP
Não combinaria com uma mesa de antiquário "estilo luis XV", à venda em promoção por R$ 12.000,00 e fabricada semana passada .
Ou combinaria, eh, eh

peri s.c. disse...

Ery
Não estranhe, arquitetos adoram achar defeito em tudo, principalmente no que é feito por um colega de profissão, eh, eh.
Se você gosta da F1, visite o blog do Flavio Gomes, um jornalista que nada contra a corrente e não alisa os Pachecos das arquibancadas. E conhece a bagaça, um daquels que passou 10 anos cobrindo a temporada de F1, por todo o mundo.

João Menéres disse...

De início, gostei.
Depois, achei fora do contexto,
Hamilton merece um troféu bem mais artístico !!!

peri s.c. disse...

João
Apesar de admirar o Oscar, esse troféu fiou bem banal mesmo.
Quanto ao Hamilton, se depender da torcida brasileira, o troféu que vai levar para sua casa é o de vice-campeão. Ele é tão desmiolado, que é capaz de isso acontecer.

João Menéres disse...

Peri,
Eu bem dizia que não era troféu que se entregasse ao
Hamilton...
Ele levou outro !
Me desculpem os irmãos daí, mas desmiolado quem não é ?
Tornou-se no mais novo CAMPEÃO DO MUNDO. mesmo tão desmiolado. Imagine quantos pontos de avanço não teria se fosse mais atinado !

Adelino disse...

Peri, interessante, porque o locutor Galvão que narrava o GP de Interlagos, não falou nada com relação ao símbolo do Alvorada que Oscar colocou ali de propósito. Falou apenas que se tratava de um troféu em forma de volante de F-1.

Com todo o respeito que me merece o Niemeyer, mas é arriscado o vencedor levantar aquele troféu acima da cabeça, você não acha que fica esquisito? Repito: com todo o respeito que me merece o querido arquiteto. Ou seria apenas impressão minha? Qual a sua opinião, meu caro e nobre amigo Peri?
Um abraço.

Adelino disse...

Peri, vejo que já emitiu uma opinião semelhante à minha mais acima. Menos sutil, é verdade...
Abs