#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

1.11.07

Dia de Todos os Santos




Orate Pro Nobis



Como funciona a coisa :

"Originalmente, os cristãos dedicavam o 13 de maio ao Dia de Todos os Santos. Porém, no século VIII, o Papa Gregório III o mudou para dia 1º de novembro. Oficialmente, a igreja escolheu este dia para marcar a dedicação papal de uma igreja para homenagear os santos. Porém, muitos historiadores acreditam que a igreja realmente mudou a celebração para que correspondesse ao Samhain e outros festivais pagãos. A igreja católica tinha uma política de longa data, a qual incorporava tradições não-cristãs em suas festividades a fim de que pudesse converter pessoas à fé católica. Isto incluía mudança nas datas de feriados cristãos para as datas daquelas ocasiões estabelecidas por não-cristãos. Muitos historiadores acreditam, por exemplo, que a igreja estabeleceu o Natal no dia 25 de dezembro para que correspondesse aos festivais pagãos do solstício de inverno.

De qualquer forma, quando o Dia de Todos os Santos mudou para 1º de novembro, a igreja começou a incorporar tradições do Samhain às atividades desse dia santo. Isto ajudou a trazer para o cristianismo os descendentes dos antigos Celtas, mas causou alguns problemas para a igreja. Muitas das tradições do Samhain eram centradas no sobrenatural e no mundo dos espíritos, idéias que não têm muito sentido para o cristianismo. Reconhecer os santos, que por definição eram falecidos, ajudou a ir bem longe, mas os convertidos ainda eram fascinados pela idéia de seu familiar morto retornar ao mundo dos vivos.

Apesar de certo desconforto na igreja, muitas idéias sobrenaturais persistiram nas celebrações da véspera do Dia de Todos os Santos, tornando a ocasião uma combinação notável de crenças cristãs e pagãs. No final do século X, a igreja tentou dar um pouco mais de direção a essas tradições estabelecendo o Dia de Finados, uma ocasião para se homenagear todos os cristãos mortos."

Para aqueles que consideram Miami e NY os centros do universo, e curtem o " Haloween que é, na realidade, uma versão encurtada de "All Hallows' Even"(Noite de Todos os Santos), a véspera do Dia de Todos os Santos (All Hallows' Day). "Hallow" é uma palavra do inglês antigo para "pessoa santa" e o dia de todas as "pessoas santas" é apenas um outro nome para Dia de Todos os Santos, o dia em que os católicos homenageiam todos os santos. Com o tempo, as pessoas passaram a se referir à Noite de Todos os Santos, "All Hallows' Even", como "Hallowe'en", e mais tarde simplesmente "Halloween".

A maioria das tradições do Halloween tem sua origem no Samhain (sou-em), o antigo Ano Novo Celta. Samhain, que significa "final do verão", ocorria no final de outubro, quando o clima começava a esfriar. Em suma, o Samhain era um rito referente a todas as coisas importantes que aconteciam durante essa mudança de estação.

Os Celtas, que vieram a ser uma sociedade por volta de 800 a.C., cuidavam de ovelhas e de gado. Quando o clima esfriava, os pastores traziam seus animais das montanhas para pastos mais próximos. Isto causava uma mudança significativa na rotina. Nos meses de inverno, todos ficavam dentro ou perto de casa, trabalhando com artesanato e passando tempo juntos. O Samhain também marcava a colheita final do ano, um evento comemorado com festivais em muitas culturas.

A tradição Celta acreditava que momentos de mudança, épocas em que as coisas mudam de um estado para outro, tinham propriedades mágicas. O Samhain marcava o maior momento de mudança do ano - uma virada no tempo e também na vida de todos. Os Celtas acreditavam que este momento mágico abria um tipo de conexão com os mortos. Essas almas haviam passado pelo derradeiro momento de mudança: da vida para a morte. Eles acreditavam que o mundo dos vivos ficava mais próximo do mundo dos mortos na época do Samhain, e que os espíritos dos mortos viajavam novamente entre os vivos. Muitas das atividades do festival do Samhain estavam ligadas a essa crença, e muitas daquelas práticas se desenvolveram nas tradições do Halloween de hoje. "

15 comentários:

Marcio Gaspar disse...

acho um tanto rídicula essa recente incorporação do halloween americano pela 'zelite' brasileira. mais um triste exemplo de imitação rastaquera e subserviente, do tipo 'sale' para liquidação e outras babaquices...

peri s.c. disse...

Marcio
Um tanto ridícula é bondade sua, é muuuuuito ridícula.
E esse negócio de "ralôuin" está nas escolas, nossos educadores é que estão promovendo esta importação cultural.
Sacumé, escolas particulares, classe mérdia que sonha com Miami, e por aí vai.

claudio boczon disse...

nenhuma menção ao Dia do Saci?

mas gostei da aula.

abraço

Eduardo P.L. disse...

Peri, como disse o Guru Claudius, muito proveitosa a aula!

Abçs

Anônimo disse...

peri's que demais isso tudo. o dia das bruxas e o dia dos mortos... lógico tudo a ver.
assim como a igreja católica vinculou suas datas santas às pagãs, uma igreja evangélica deste século viajou na contra mão.
é sabido que jesus não nasceu numa em dezembro com os animais em volta porque todos morreriam congelados. então, essa igreja festejava o natal em outubro e ainda desmotivava os fiéis a comemorá-lo em dezembro.
imagina o caos familiar que a "revelação" causou? era mãe brigada com filha, sogro com nora e por ai foi.
prá mim isso tudo é perfumaria, tudo acessório que nubla o que há de principal. a fé genuína.
anna

peri s.c. disse...

Boczon
Obrigado pelo alerta, nem sabia do Dia do Saci, acabo de pesquisar, que foi comemorado ( comemorado ? ) ontem.
Data municipal e estadual aqui de SP, agora elevado à categoria federal por Aldo Rebelo, o paladino do bom português além de ser um comunista que aprecia uma boa boquinha governamental, e por aquela deputada famosa por seu bailado no plenário, ora vejam só, ela faz outras coisas além de integrar tropas de choque.
Se eu lembrar, ano que vem merecerá um merecido post.

Aulinha necessária, o povo sai comemorando e nem sabe direito porque.

peri s.c. disse...

Eduardo
Blog, às vezes, também é cultura.

abraços à você e ao Boczon, que esqueci de mandar.

peri s.c. disse...

Anna
Eu repeti um dos primeiros posts que fiz ano passado, que foi exatamente esse. Só que fiquei pensando, mas por que inventaram isso e nesse dia ...???
Aí fui pesquisar e deu nessas interessantíssimas informações.
Quanto aos acessórios, existiria a fé sem suas pompas e circunstâncias ? Sem castigos e prêmios ? Gostaria que meu assessor teológico ecumênico estivesse por perto para as devidas explanações sobre estas questões. Sempre achei que as diversas religiões são variações sobre o mesmo tema.

peri s.c. disse...

Putz, na releitura à resposta ao Boczon, " merecerá um merecido " , ô pressa, cérebro e dedos divergentes...

valter ferraz disse...

Peri, a pesquisa está perfeita. E até onde conheço a história, procede.
Muito bem lembrado pelo Boczon, o Dia do Saci. O Pererê!s Day deveria ser introduzido nas escolas tupiniquins, para gáudio de nossos bambinos.
Bom final de semana.
Estarei na Paulicéia.
Forte abraço

peri s.c. disse...

Valter
Pererê's Day, ô cacete, pô.
vontade de cortar uma perna de quem usar esta.

Boa Paulicéia deserta. Viajam 2 milhões, sobram só 10 milhões.
abraço

abraço

Adelino disse...

Peri, li todo o texto. Belíssimo trabalho de pesquisa.
Grande abraço, e ótimo final de semana.

peri s.c. disse...

Adelino,
foi até rápido, descobri via São Google um site bem legal para essas coisas, corta aqui, cola ali, junta uns pedaços e pronto.
Ficou esclarecedor
Abração, ótimo fim de semana, e que seja um pouco menos calorento, uff.

anamoraes disse...

adoro história! E estórias também!

peri s.c. disse...

Ana
Esta é demais de boa, assim como o fato que a Anna lembrou que Jesus não teria nascido em dezembro ...