#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

17.9.07

Profundas constatações durante uma pequena reforma

1.

O homem desvenda com sofisticadas teorias, estudos herméticos e complexos instrumentos, o macro , o médio e o micro-cosmo. Lança foguetes, satélites, viaja no espaço sideral, inventa robôs, faz transplantes, inventa freios ABS, airbags, Ipods, raios lasers e outras traquitanas.
Mas ainda é, e continuará refém
de uma colher de pedreiro e de uma enxada.


2.

Está provado : do pó viemos ao pó voltamos, só que ainda em vida.

- Nota de redação : 19/08, 2ª edição, ontem nosso copydesk estava de folga

16 comentários:

anna disse...

uma bela maneira de refetir sem ser na frente de um espelho.

W GRAFIA disse...

Pensamento do pobre pedreiro...

O duro, não é o trabalho árduo, o duro é aguentar o dono e o arquiteto enchendo o saco o dia inteiro....

peri s.c. disse...

Anna
espelhos enganam

peri s.c. disse...

W
É só produzir direitinho no nível, no prumo, no esquadro, na espessura certa, seguindo o desenho ( quando há ) que não tem encheção.
Ou seja, sempre tem encheção merecida. Ô raça.

franka disse...

nossa, que fotos antigas, preto e branco...

peri s.c. disse...

Franka
Fotos afro-caucasianas.
Antigas sim, tem uns 15/20 dias.

carolina disse...

tem gente que espana o pó e depois passa pó-de-arroz.

GUGA ALAYON disse...

Aliás, como já dizia o Maradona...

peri s.c. disse...

Carolina
Este pó é inespanável e entra até dentro do estojinho do pó-de-arroz e na panela de arroz.

peri s.c. disse...

Guga
contrate Maradona para manter suas obras limpinhas.

Ricardo Soares disse...

Também gostei muito do seu armazem de secos e molhados...vc sabe que no passado, quando pensava ( e não fazia) em blog eu queria batizar com o nome armazem de secos e molhados ??? mesmo que remontasse áquele velho grupo de ney matogrosso achava um bom nome...mas já devem ter pego né?? obrigado pela visita e pelo elogio à crônica "são fellini de assis"... apareça ... e vamos nos linkar ??? com o maior respeito..hehehe
abs

peri s.c. disse...

Ricardo
Obrigado.
A idéia do nome " armazém" é exatamente lembrando dos velhos armazéns ( empórios ) das nossas antigas esquinas, onde encontrávamos de tudo um pouco. Vendia-se fiado, claro, confiava-se na seleta freguesia. E não se forçava a barra como nos nossos modernos supermercados.

Recomendo aos nossos distintos clientes que visitem seu blog, e comecem por essa sua crônica, que me chamou a atenção pelo título e que é uma das mais lindas declarações de amor pelo cinema e por um diretor que também é meu preferido.

Seu blog já está aqui linkado.
Abraço

valter ferraz disse...

Peri, o pó e a pedra. Faz parte. E a colher de pedreiro está até no símbolo da maçonaria, portanto não adianta reclamar.
Abraço forte

peri s.c. disse...

Valter,
Estes pós e estas pedras de certa maneira nos devolvem às nossas reais contingências, maquiadas pelo viés hightech em que estamos mergulhados.

josé louro disse...

Adoro este blog e, sinceramente não sei porque ainda não o tinha linkado. Antes tarde...

peri s.c. disse...

Obrigado José,
E adoro seu blog, onde estão os mais elegantes desenhos, uma verdadeira crônica visual dos espaços.