#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

4.9.07

Decisão Papa-Fila

Finalmente uma ótima notícia ! O povo unido, com boletos bancários e carnês atrasados na mão, jamais será vencido !

"O Juizado Especial Cível de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, condenou um banco a pagar indenização de R$ 1,5 mil a um cliente que esperou 50 minutos na fila para ser atendido.
De acordo com o Tribunal de Justiça do Paraná, a ação já foi analisada pela turma recursal única do juizado especial - isso quer dizer que não cabe novo recurso à sentença.
A turma do juizado, antes conhecido como tribunal de pequenas causas, entendeu que houve "tempo excessivo de espera, ausência de motivo justo e abusividade por parte do banco".
Segundo a turma responsável por confirmar a sentença, é "evidente que a espera, em pé, por período superior a 30 minutos, diante de outros caixas vazios, produz no usuário de essencial serviço bancário o sentimento de afronta à sua dignidade”."

Vou somar todas as dramáticas horas que já passei pelo menos uma vez por mês, gramando¹ e discutindo¹ nas tensas e diárias filas de um certo banco com sede próxima à cidade de SP², para pagar uma ou outra conta atrasada ( porque não se pode pagar contas nessa situação no banco onde você tem conta ? ). Feitas as somas e os cálculos, acrescidos de coeficiente multiplicador pela piora mensal do problema e entrando com um processo desse tipo, surge no horizonte a possibilidade dos bancos terem que nos devolver toda a falta de dignidade de atendimento que nos proporcionam, naquilo que eles mais prezam, ou seja, em moeda corrente no país, com multas, juros e correção monetária. Grana essa que permitirá a muita gente talvez até uma aposentadoria mais tranquila. Já imaginou se um office-boy somar as horas de fila ?

Como já escreveu o Millor ( pô, sempre ele ) : o que é assaltar um banco, perto de ter um banco ?



(1) Apesar de ser o chairman das Organizações e Fundação Peri S. C., entre os ítens de minha filosofia empresarial consta dar bons e edificantes exemplos à nossa malta de funcionários chupins e malemolentes, fazendo humildemente pequenos trabalhos burocráticos, como ir ao banco.

(2) Há uma disputa que chega aos centésimos de milionésimos de segundo pela pole-position do Grande Prêmio do Pior Atendimento aos clientes, amigos e também aos não clientes, entre as instituições bancárias . Já me aventurei intrepidamente por várias, creio que esta corrida será vencida em alguma ultrapassagem realizada nos boxes do caixa eletrônico que recusar mais vezes o cartão.

PS : Esta trolha que aparece na foto era o Papa-Filas, puxado pelo popular FêNêMê, genial criação de nossas "otoridades" para tentar pulverizar as filas de pontos de ônibus. Não foi um sucesso, durou pouco, andava a uns 20 por hora, no meio de uma nuvem de fumaça de óleo diesel mal-queimado, papando a paciência dos usuários.

14 comentários:

anamoraes disse...

ó céus, pensei ser mais uma das maravilhas da Peri S.C. DreamTours, prestando serviços inclusive de pagamentos de contas enquanto apreci-á-mos (era preciso salientar a pronúncia da palavra)as viagens!

Eduardo P.L. disse...

Oba! Sou o segundão na fila de comentários...

peri s.c. disse...

Ana
Ótima sugestão, já analisada e em implementação.
Nosso departamento de acompanhamento de comments noturnos,nos alertou, foi convocada uma reunião extraordinária de nosso Conselho de Administração, que, precisamente às 3:27 da madruga, entre brindes algo exagerados, criou a subsidiária Peri S.C. Banking Service Tours, que será lançada oficialmente amanhã.
Nosso diretor-secretário, ao fim da reunião, fez uma moção ( na verdade uma sugestão passada por um discreto bilhetinho por nosso chairman ) aprovada por unanimidade : nosso CdA, agradecido pela idéia resolveu agraciá-la com uma participação minoritária na nova empresa, com a doação de 3% das cotas societárias. Um elegante portador fará contato para as devidas providências burocráticas.

peri s.c. disse...

Eduardo,
mas será um dos primeiros a subir garboso em um dos nossos papa-filas. Aguarde.

anna disse...

uma vez na fila, tentando chegar ao nirvana para não tornar-me uma assassina ouço o seguinte: porque não se paga pela internet? ué, é só não atrasar o pagamento da conta.

respiração ritmada, posiçao de yoga, cantando um mantra, viro-me para ver de quem saiu palavras tão verdadeiras.

sim, uma elegante senhora,swntada a mesa de um daqueles muitos gerentes que hoje proliferam nos bancos, que pelo traje e forma de sentar desfilou com seu caõzinho em campos do jordão.

peri s.c. disse...

Anna
Desfilou cãozinho em Campos do Jordão ? Então uma senhora cansada. Parece que eles cansaram do próprio movimento, sumiram do mapa. Ou estão dando um tempo para "reposicionar" a campanha.

Yoga e mantras não são suficientes para aguentar aquele hamburguer humano que são as filas. Já sacou como o povo gosta de se amontoar ?
Um dos meus exercícios preferidos para irritar os vizinhos de trás é não dar aquele passinho para a frente quando a fila anda. Os caras ficam incomodados.

A última tática que desenvolvi é a seguinte : chegar na agência às 15:55hs com um livro ou uma revista e procurar um assento, aguardando para ser o último a ser atendido. Como nas repartições públicas, o atendimento passa a ser mais rápido próximo do horário do fim do expediente. Com esta tática já reduzi o tempo de espera em mais de meia-hora.

claudio boczon disse...

Ainda bem que a jurisprudência vem de Campo Largo, imagina se fosse de Ponta Grossa.

Ou como diria o Mussum:

"Tánajuris, prudência!"

peri s.c. disse...

Se viesse dessa rotunda cidade PontaGrossense, aí sim,os bancos sentiriam o que é bom para a tosse e não haveria vaselina que chegasse para amenizaro aconchego anal às impolutas casas bancárias.

Mussum, gênio filosófico da raça.

valter ferraz disse...

Peri, o embate com os bancos, inglório. Mas, vale a tentativa.O que mais teria a perder além do tempo?
O FNM aí também ficou conhecido como "cara chata", ainda se encontram alguns rodando (e poluindo o ar)por aí.
Abraço forte

peri s.c. disse...

Valter,
enquanto todos se preocupam com os dinheiros nas cuecas e malas de parlamentares, os bancos dilapidam muito mais nossos bolsos, e ainda fazem propaganda.
Quanto ao FeNeMê, vi um outro dia, restauradinho, uma beleza.
abraço

Lord Broken Pottery disse...

Peri,
Processe o banco e exija do juiz correção com juros bancários. Se eles podem cobrar com juros bancários, nós também devemos ter esse direito.
Abração

peri s.c. disse...

Lord
Exatamente, aí começaríamos a virar ( um pouco ) o jogo.

anamoraes disse...

Peri, os negócios andam de vento em popa, quero dizer, em papa-filas, por isso apenas agora pude arrumar-me para aguardar elegante portador para a assinatura do contrato de tão gracioso oferecimento!

preis.c. , chairman of the board disse...

Ana
Que seus negócios continuem de vento em popa.
E que os futuros dividendos de sua nova particição junto ao nsso conglomerado, sejam um tufão soprando sobre suas velas financeiras.