#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

18.7.12

O hábito não faz o monge

.

Le Corbusier, sempre criando


sério


menos sério


.

14 comentários:

João Menéres disse...

Entre o SÉRIO e o MENOS SÉRIO sempre um ARQUITECTO GENIAL.

Um abraço, Mauro.

myra disse...

quanta razao tem o Joao!

expressodalinha disse...

Um inovador e um planificador. Curiosamente não era arquitecto (de formação), mas tinha "créditos" :))

mauro m. disse...

João

Genial mesmo João.
Grande abraço.

peri s.c. disse...

Myra

O João sabe das coisas.

peri s.c. disse...

Sem ser " arquiteto" , um dos maiores arquitetos, Jorge !

Li Ferreira Nhan disse...

A falta do hábito pode fazer um genio!
Adorei as fotos!

Allan Robert P. J. disse...

Nem precisava de hábito e não tinha vocação pra monge.

peri s.c. disse...

Li

Boa sua frase, eh, eh

peri s.c. disse...

Allan

Mas tinha o hábito ... de desenhar .

Silvares disse...

Olhando melhor hesito na questão da seriedade. Estar nu com o pincel na mão parece-me coisa séria...

peri s.c. disse...

Sem dúviada, Silvares. menos sério só nos trajes.

Eduardo P.L disse...

Não há nada mais sério do que o nu!

peri s.c. disse...

Depende Edu, nos finados bailes carnavalescos do finado Arakan, havia pouca seriedade, ah, ah