#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

8.6.11

362 - 07 Jun

.

Espigão da Paulista varrido pelos ventos ( e chuva ) de 100(?) km/h de ontem .

Um paliteiro, deste ponto já contei 17 torres de transmissão de TV, rádio, celular, etc.
Quem vive por ali está sempre eletrizado.

8 comentários:

João Menéres disse...

Mas sem vibrações visíveis...

Abraço deste amigo de cá.

peri s.c. disse...

João

Visíveis nas árvores que caíram, nos telhados que voaram nas folhas que decolaram por toda a ( enorme ) cidade .

abraço de cá

expressodalinha disse...

Será que faz bem?

João Menéres disse...

Na imagem, tudo isso não é visível, pois não, MAURO?

peri s.c. disse...

Exato, João,só vi depois à caminho de casa, tudo foi carregado pelo vento.
Deixou uma vítima fatal : na Zona Central da cidade, um motorista cujo carro foi atingido por uma árvore. Um entre 18 milhões de habitantes .

peri s.c. disse...

Jorge

Creio que este mar de vibrações eletromagnéticas não fazem lá muito bem para a saude . Na região da Av. Paulista, próxima a estes altos, rádios de carros mal funcionam, tantas as interferências .

Li Ferreira Nhan disse...

Nooossa! Quéisso?
Imagem assustadora! Ótima foto!
biz

peri s.c. disse...

Li

Perdeste um poderoso pé-de-vento que foi do mezzo-giorno a mezza-note o'clock.
Deve ter tido até rodamoinhos com sacis dentro.