#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

4.2.09

Crepúsculo ...

.... em órbita

clique na imagem para ampliar, aí que fica bom de ver



Olhos atilados notarão que ali naquela praia pouco acima do
encontro do Saara com o Atlântico, os nativos do local percebem que
tudo isso é paz, tudo isso traz
/ uma calma de verão/ e então/
o barquinho vai, a tardinha cai / o barquinho vai, a tardinha cai

( cai ? visivelmente desaba . )

32 comentários:

Anônimo disse...

Peri SC (Sem Comentários).
É 10!!!

Abraços
Günther.

Eduardo P.L disse...

Peri, poético!

peri s.c. disse...

Günther

Obrigado. Esta foto é du cacete, escaneada muitos anos atrás. Lembrei dela depois da postagem crepuscular de ontem do Neil. Blogs discorrendo sobre o mesmo tema.

Mas,como estamos sempre trabalhando para melhor servi-los, quando você viu o post, estava sem o texto final, súbita inspiração matinal.
abraço

peri s.c. disse...

Eduardo

Efeito do ar rarefeito das alturas estratosféricas.

Poesia crepuscular da boa, dê uma lá nos comentários do "Quase Pouco de Quase Tudo", em postagem sobre o mesmo tema. Uma semi-blogagem coletiva incidental.

disse...

Genius!

GUGA ALAYON disse...

Belo riacho.

peri s.c. disse...

Vi
lindo, não ?

peri s.c. disse...

Guga
para o Grande Fodão celestial menos que um vaso capilar.

Marcio Gaspar disse...

foto maravilhosa, que nos leva a lamentar ainda mais essa nossa raça tão abjeta que faz de tudo pra destruir o planetinha. sobreviverá? sobreviverão? sobreviveremos?

claudio boczon disse...

não sabia que os tuaregs queimavam tanta lenha no deserto.

peri s.c. disse...

Marcio
A exata noção dessa nossa maravilha só das alturas orbitais.
Consta que no começo da era espacial, depois verem a Terra lá de cima, a maioria dos astronautas meio que piravam. Até isso se banalizou.
Para a ordem do universo, pouco afeta a sobrevivência da espécie humana. Com toda nossa empáfia, não passamos nano-substrato-de-pó-de-traque mergulhados na imensidão inimaginável do Universo.

peri s.c. disse...

Boczon
maior fumacê, não sei como achavam os caminhos em pleno deserto. Viam estrelas noite e dia ?

anna disse...

lindeza esse nosso planetinha heim?

e a tarde desabou mesmo aqui prôs meus lados.

peri s.c. disse...

Anna
Em Cubatão e outras paragens, não.

Vejo no horizonte as negras nuvens preparando-se para atacar.

jugioli disse...

Peri, um deslumbre de tons.
Fico encantada com as sombras margeando toda essa luz.

JU

expressodalinha disse...

Ainda bem que estamos ao Sol... Esperança que o tempo melhore. Chove há 2 meses!

peri s.c. disse...

Ju
Essa imagem é impressionante. E essa transição de sombras em função creio da curvatura da Terra. E pela concentração de luzes já na zona escura, pode-se identificar as cidades.

peri s.c. disse...

Jorge
Vocês devem estar bem úmidos.
Aqui, grandes temporais de verão todos os dias.

Silvares disse...

Nessa imagem não se nota mas Portugal está prestes a fugir à Europa. Estamos fartos deles e eles já não podem nem ouvir falar de nós. A nossa vocação é africana ou americana, lá para as bandas do Sul. Não pertencemos aqui mas ainda por cá andamos. Um dia destes, quando a Europa acordar, vamos longe, em pleno Atlântico, recordando a História e rindo com um garrafão de vinho e um belo chouriço assado no convés. Dizendo um imenso adeus...

expressodalinha disse...

Mas vai ser preciso remar muito...

peri s.c. disse...

Silvares
antes vocês saiam de caravelas,agora sairão com o país inteiro, um progresso, venham nos visitar.

peri s.c. disse...

Jorge
De velas enfurnadas.

Adelino disse...

Peri, acho que já disse isto, mas vale repetir: no Grupo Escolar uma das provas de que o Terra é redondo era o fato de um mastro de navio ser a última coisa a sumir no horizonte... E também porque se pudéssemos dar um giro pelo mundo chegaríamos no mesmo lugar.
E hoje: hoje as coisas estão aí claras. Fotografadas, Reais. A terra é pequena. É bonita é se veste de azul.
Ótimo post.
Abraços. Feliz final de semana.

peri s.c. disse...

Adelino

Também fiquei infantilmente impressionado com esses exemplos.
Mas eu gostava mais daquela visão do mundo apoiado sobre quatro tartarugas.

Mistérios astronômicos e/ou da Criação ( se é que ela existiu ) a Terra é toda essa beleza por uma sucessão de fatores imponderáveis: está na órbita rigorosamente certa, dá a volta no Sol no tempo exatamente certo, tem a Lua com o tamanho certo e na distância certa, etc, etc, etc.
se um desses fatores fosse diferente, não estaríamos aqui escrevendo. Ou estaríamos, esverdeados, escrevendo talvez com seis mãos e pensando com três cabeças.
Isso está muito bem explicado no agradabilíssimo livro Breve História Sobre Quase Tudo de Bill Bryson ( Cia das Letras ),onde ele escreve sobre tudo aquilo de interessante de nosso planeta, que nenhum professor nos ensinou.
Eu recomeeeeendo.

roserouge disse...

Ai, eu tenho esse livro ali e ainda não li. Boa coisa pra fazer no fim de semana que se avizinha. Por cá continua o frio (muito) e a chuva e um vento que leva tudo à frente e neva que se farta lá pelas terras altas. Sim, porque nós por cá também temos Highlands...

peri s,c, disse...

RR
Excelentes condições climáticas para ler esse livro, o capítulo sobre os vulcões, onde ele fala da futura macro-explosão que devastará um dia Yellowstone e muito mais, aquecerão seu fim de semana.
Nas suas Highlands também são produzidos scotchs?

roserouge disse...

Não, por aqui é mais queijo da serra mesmo...mas as cerejas na Primavera são as melhores de todas!

peri s.c. disse...

RR
então vamos a um queijo da serra on the rocks.

roserouge disse...

Peri, dediquei-te um post, vai ver!

peri s.c. disse...

Óh céus, vou lá.

Marcio Gaspar disse...

ah que linda imagem essa criada pelo silvares... portugal ao mar se desgarrando da europa. sensacional.

GUGA ALAYON disse...

peri, fiz uma releitura da foto no meu!
abraço