#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

13.1.09

Oops, começou o ano, mas a merda continua a mesma.



Ontem, profundamente embotado pelo calor senegalesco que assola nossa capital ( afinal, no Senegal faz tanto calor assim ? ) eu era uma frágil e indefesa presa psicológica.
Fui então estranhamente possuído pelo espírito de Homer Simpson e sentei-me na frente da TV para assistir o Jornal Nacional, tresloucado gesto que não me acontecia já há uns 87 anos.

Fiquei surpreso com uma ousada matéria, que mostrou mais um dos aspectos da caixa de maldades que nossos governos aprontam conosco, visando encher de dinheiro seus Tesouros, para sustentar a operosa máquina pública.
A matéria era sobre a volta às aulas e quanto de imposto existe embutido no material escolar. É mais um dos silenciosos escândalos que poucos enxergam. Pensei que impostos escorchantes eram destinados apenas aos produtos sofisticados ou ligados à vícios. Mas não. E para onde vai essa dinheirama toda hem ?
Mais uma prova, que nossos governos " estão preocupadíssimos com a Educação, a incentivam fortemente, e criam instrumentos para favorecê-la", ah, ah, ah.
Olhem só, o ítem e quanto de imposto embutido existe nele :




Caneta47,49%
Régua44,65%
Agenda e borracha43,19%
Cola líquida43,19%
Estojo40,33%
Pasta e saquinhos plásticos40,09%
Lancheira39,74%
Plástico40,09%
Pastas em geral39,97%
Mochila39,62%
Fichário39,38%
Folha (sufite e para fichário)37,77%
Tinta guache36,13%
Lápis34,99%



Por exemplo cada vez que compramos um pacote de sulfite de R$ 12,00, R$ 4,53 vai para o governo. É mole?

12 comentários:

expressodalinha disse...

Nem imagina... Isso em euros é muito mais!

Eduardo P.L disse...

Peri,

mas sem esse dinheirinho como o Lula vai passar suas férias em fernando de Noronha,...ou eleger a Dilma?....

peri s.c. disse...

Jorge
Mais uma das imoralidades praticadas contra a população, que não recebe nada de volta para esse dinheiro confiscado.

peri s.c. disse...

Eduardo
O Sr. Presidente teve merecidas férias, afinal já fazem 7 anos que ele está "trabalhando" pela segunda vez na vida, eh, eh.

Interessante matéria hoje no Estadão sobre a repaginação visual que foi providenciada para D. Dilma. Sempre achei que políticos deviam sempre repaginar suas idéias, nãos seus rostos. Enfim política hoje é isso.

GUGA ALAYON disse...

Como uma pessoa coerente, que sei que vc é, não esperava mesmo que algo mudasse com a mudança do ano né?
abraços escaldados

peri s.c. disse...

Guga
Claro que não, o título é uma força de expressão.
Mas sempre temos esperanças...

Sinceramente fiquei abismado com essa história, sempre achei que imposto de 40% ou mais, era para carros de média potência para cima, para bebidas, cigarros,bolsas Luis Vuitton, canetas Montblanc, calças Diesel, enfim os ditos supérfluos.

Infelizmente sai governo, entra governo e pouca coisa muda. Aliás os essenciais não mudam. Um desses essenciais : governos querem arrecadar, e fritem-se os cidadãos.
Nesse governo não mudou, muito bonito fazer discursos inflamados quando na oposição, contra a " monstruosidade dos impostos. Muito feio quando põe as bundinhas nas cadeiras do poder, fazem cara de paisagem, e fica tudo por isso mesmo.
A questão, talvez, não seja nem o valor do imposto, mas o que temos de retorno. É óbvio que em termos de serviços públicos vivemos à beira do caos completo.
Se tivéssemos governos que efetivamente funcionam, nem estaríamos aqui perdendo tempo discutindo essas coisas.
E nehum governo apresenta um plano de modernização e aumento de eficiência da máquina pública, visando um melhor desempenho dela, ou seja como bem aproveitar o dinheiro arrecadado.

E é cruel a questão de dos impostos embutidos nos produtos. Canetas Bic e etc são compradas tanto no Morumbi, Jardim Europa,Alto de Pinheiros,Leblon,Savassi, como na Vila Nhocunhé, São Miguel Paulista, Cidade Tiradentes, Quixeramobim, Belfort Roxo.

googala disse...

concordo com tudo, Peri

peri s.c. disse...

Googala
Quando o mestre Lao-Tsetera ( autor da famosa frase : Então, foda-se ) aponta a Lua, a maioria fica olhando o dedo. Nós olhamos a Lua, Marte, Vênus, o anel de asteródes, e etc.

peri s.c. disse...

Ô cacete : ...asteróides ...

Luiz Carlos disse...

Mole não, isso é duro!!!!!!

e duríssimo!!!!!!!!

ngm guenta naum...

Adelino disse...

Peri, sou do tempo em que um livro escolar era mantido com básico durante uns dez anos. Os alunos de uma série os vendiam para os da série imediatamente anterior quando terminava o ano letivo.
Grande abraço.

Silvares disse...

Peri, essa é uma daquelas questões em que falar no Brasil é o mesmo que comentar em Portugal (e vice-versa). Os preços dos materiais escolares é pornográfico! Durante todo o tempo que andei na escola de Belas-Artes sempre paguei os meus pincéis e tintas com imposto de artigo de luxo. Veja bem, os materiais de pintura, aqui nesta bisteca, são considerados artigos de luxo e ficam caríssimos! Comprei material de pintura bem mais barato em Londres ou Amesterdão. Mas agora já posso pagar esses preços e refilar apenas. Quando andava na escola tinha de roubar telas aos colegas mais ricos!
:-)
Coisa feia, não?