#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

6.11.08

Arquitetura e Design para pequenos espaços - 1

Poltronas para leitores compulsivos



bookseat
da " fishbol"




bookchair
da " .nobody&co"

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Update

Poltrona para preguiçosos compulsivos

Como estas magníficas poltronas acima sofreram alguns questionamentos de nossa platéia em relação ao conforto e a multi-função, apresentamos uma das campeãs brasileiras nesse quesito : a Poltrona Mole desenhada pelo Sérgio Rodrigues e que chegou ao mercado na mesma época do carro e das gatas do post anterior, 1958. Porém essa não é para pequenos espaços, requer maiores amplitudes, inclusive para ser olhada de longe. Nem guarda livros e outras utilidades.



Quem está aí sentado é o próprio autor . Sobre ela extrato de um texto do jornalista Sergio Augusto, ano passado, nos 50 anos de sua criação :
" Ah! a Poltrona Mole! Quem nunca sentou numa não sabe o que é ... ; perdão, na Poltrona Mole não se senta, refestela-se, repimpa-se, repoltreia-se . É um regaço de jacarandá, tiras de couro e almofadas que entrou para a história do mobiliário brasileiro, na mesma época e a mesma força expressiva da bossa-nova "
Se algum dos leitores tiver uma jogada em algum canto, o P.S.C. Design Museum aceita a doação , para que seu titular possa refestelar-se, repimpar-se e repoltreiar-se docemente nela.

35 comentários:

Anônimo disse...

Peri,Notívago:
Quero sentar-me nesta cadeira e ler tratados sôbre o trabalho durante dias e dias à fio ,aí então tornarme-ei um autêntico workaholic anônimo !

Günther.

Ana Moraes disse...

Se eu tivesse qquer um desses, estaria perdida! Acho que criaria teias, pois só conseguiria levantar depois de ler todos os livros - ops! Ótimo! Vou colocar um lá em Gonça! :-))
Bjs

Ana Moraes disse...

Se eu tivesse qquer um desses, estaria perdida! Acho que criaria teias, pois só conseguiria levantar depois de ler todos os livros - ops! Ótimo! Vou colocar um lá em Gonça! :-))
Bjs

Anônimo disse...

Peri,

é tentador mas, caótica, já me perco com muito menos.
Só o fato de saber que tenho, espalhados aqui e ali, alguns livros pra serem lidos, só isso já me deixa angustiada, sem saber por onde começo, como começo, se começo.
Poltronas como as suas, já pensou?
Tentadoras, sem dúvida, mas absolutamente inviáveis para essa geminiana convicta e incorrigível.

Boas e confortáveis leituras pra você!

Beijo

Vivina.

Anônimo disse...

Günther
Melhor que ser um workaholic anônimo seria ser um "dolce far niente"holic público.

Anônimo disse...

Ana
Nesse caso só falta então nela uma mini-geladeira-despensa para não ter que levantar de vez.
bjs

Anônimo disse...

Vivina
Essas poltronas só funcionam para pessoas extremamente organizadas. Eu adoro deixar livros pelo espalhados pelos caminhos da casa. E esses nichos são ótimos para guardar rádios, CDs, contas a pagar devidamente esquecidas e outros badulaques.
beijo

Unknown disse...

Mas pensa bem, quem vai querer uma cadeira dessas?
É como desfile de moda, passam nas passarelas mulheres "vestindo" ou "desvestindo" coisas que ninguém vai usar!
Valeu pelo inédito!

Patty Diphusa disse...

Boas idéias que criam muitos espaços para perder coisas. Eu que vivo perdendo coisas, então. Mas pelo menos solucionaria as pilhas de livros, cds e trecos no meu quarto.


Bjs

Anônimo disse...

traduzindo:
Sebosentante

Anônimo disse...

e na grafia nova:
Sebossentante
(em tempo)

anna disse...

idéias interessantes.
só precisava sentar numa delas, porque aparentemente me parecem incomodas (com acento?).

João Menéres disse...

É mais cadeira para gente jovem!
Onde repousava eu a cabeça ?

Anônimo disse...

Eduardo
Oras, design também é uma moda.
Você vai me obrigar a um update. Aguarde

Anônimo disse...

Patty
Exatamente, essas cadeiras são um verdadeiro poço sem fundo para tranqueiras várias

Anônimo disse...

Googaulete

Sebossentante para os mais vetustos.

Anônimo disse...

Anna
e quem disse que novos design tem que ser cômodos ? ah, ah. antes de mais nada, tem que ser interessante de ver.

Anônimo disse...

João
Boa pergunta. E a cabeça ?

Anônimo disse...

A cabeça está na leitura, ora pois!

peri s.c. disse...

Googaóhpá

Ora pois!

Unknown disse...

A poltrona mole é outra história. E de sucesso! Agora sim! Lugar de livro é no criado mudo ou na estante! Cadeira é para a bunda, e não para cabeça!

peri s.c. disse...

Eduardo
Vou desenhar então um criado-mudo-estante-abajur.

Anônimo disse...

Peri, a Poltrona Mole nos parece algo sublime. Muito bem bolada. O chato é quando temos a nossa preferida e então chega um amigo ou convidado, seja lá o que for, "toma assento" nela e fica até ir embora de tão boa e confortável que é... Os bookseat´s e bookchair´s também são ótimas opções.
Abraços.

Anônimo disse...

Peri:
Tôdo livro é criado mudo?
Günther.

Anônimo disse...

Günter
num certo sentido é, mas sem gaveta, sem abajur em cima e sem o frasco da dentadura.

Anônimo disse...

Gostei muito do frasco da dentadura;a visualização do design é hilária!
...E Corega,é o amigo do japonês banguela?
Günther.

Anônimo disse...

Günther
Com o progresso da odontologia talvez escapemos desta, sem Corega.

Anônimo disse...

Prei,
Só não vou querer ficar com os dentes exageradamente e falsamente alvares dos atores e atrizes folhetinescos da TV.Sem essa de laser!
Günther

anna disse...

essa é demais! é só empilhar uns livros ao lado dela e pronto!
imbatível.

ele e seu indefectível boné...

Anônimo disse...

Günter
meu dentista não recomenda essas "mudernidades", implodem os dentes, melhor ficar com os rastros de hectolitros de infusões de rubiáceas e kilometrôs de bastões nicotínicos.

Anônimo disse...

Anna
Não que as outras sejam ruins , mas essa é um must. E livros, sempre achei que foram feitos para ser empilhados.

Silvares disse...

Ai caramba, a Bookseat é mesmo para ler, não me parece que convide muito ao "repimpamento" guloso com janela para o sono solto que a poltrona mole promete sem grande esforço. Com esta tirada os meus olhos estão a pedir moleza...
:-)

Anônimo disse...

Silvares
A Bookseat é ideal para leituras científicas/técnicas, que requerem um espírito alerta.
Já a Mole, que convida não só ao repimpamento físico como ao repoltreiamento mental,ideal para as leituras que conduzem a amplificação dos espíritos.

Silvares disse...

Amplificação até ao esquecimento total e mergulho no sono... é perfeito.

Anônimo disse...

Silvares
Perfeita mesmo. Pena que virou ítem de colecionador, se achar vai custar cerca de 2.000 euros.