#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

3.8.08

É duro ser estátua ?





" É duro ser estátua
e ficar parado assim
vendo tanto broto
passar perto de mim ... "




" Pombos na cabeça
o frio é de doer
na outra encarnação
gente eu quero ser ... "




photos by P.S.C. Urban&Arts Views


" o mundo é mal comigo
me maltrando assim
e meu pior castigo
é ser estátua até o fim ... "



Fundo musical (silencioso) :
" É Duro Ser Estátua "
rock artístico-filosófico,
composição e interpretação de Erasmo Carlos
( o Tremendão, nosso imortal rockeiro ),
gravada em 1966, no auge da " Jovem Guarda"
ouça a música aqui neste link

33 comentários:

roserouge disse...

Que delícia! As fotos, o poema, a canção do Erasmo...e o nome do album? Você me Acende (you turn me on)! Palmas!

peri s.c. disse...

Roserouge
Erasmão é o nosso jurássico, porém ainda sacudido, rockeiro.

"Você me acende" ? :

" meu bem, meu bem,
toda vez que eu te vejo,
haam, haam
meu beeeeemmmmm
mais aumenta meu desejo,
me acende com teu beijo,
uh, uh, uh,
me acende .... "

ah, ah, ah

Silvares disse...

Estátua não arde assim...

Silvares disse...

Só agora vi que falhei uma explicação lá mais para trás.
"Cum caraças"
"Cum" é a mistura de "com" e "um";
"caraças" é uma expressão de espanto, literalmente uma caraça é uma máscara; assim "cum caraças" é uma exclamação perante algo que nos espanta.
:-)
"caganda" a Roserouge explicou, quer dizer "que grande".
Tudo por causa das relações (ou terão sido ralações) que a escultural Marlene manteve ao longo da sua vida.
Afinal estátua arde sim!
:-)

roserouge disse...

Rockeiro artístico-filosófico! Não é um rockeiro qualquer. Eu lembro-me dele em criança e do Roberto Carlos também a cantar o Calhambeque e aquela do Inverno:
"Só quero qui vocêêêêêêê
mi aqueça nesse invernoooo
e qui tudo o maissssshhhh
vá pró infernoooooooo!
uóóóóuóóóóó

claudio boczon disse...

pegando o gancho e para não perder a piada, tem um artista daqui da urbe que certa vez, inquerido sobre a arte escultórica, saiu com essa:

"escultura? ah! são aqueles negócios que a gente tem medo de ficar esbarrando nas exposições"

muito bom teu post, aquele atlante espremido tá o fino!

peri s.c. disse...

Silvares
Determinadas estátuas ( esculturas ) como a Marlene, ardem sim e incendiam os que ousam se aproximar.

Valeu a explicação , assim vamos " afinando" nossas líguas portuguesas

peri s.c. disse...

Roserouge
Não é um roqueiro qualquer, esse vai ser enterrado com sua jaqueta de couro, suas botas, uma guitarra Fender, uns litros de whisky,
e uns baseados.

peri s.c. disse...

Boczon

Este Atlante ( são dois aliás ), espremido no subsolo e num canto das escadarias, é uma de minhas obras preferidas da Pinacoteca.
Vou sempre visitá-lo para um abraço e um papinho rápido.

roserouge disse...

Erasmo tá com quê, 70 anos? E ainda dá no baseado? Tá armado em quê? William Burroughs? Hunter S. Thompson? Ainda tem caracolinhos?

anna disse...

deve ser duro mesmo ser estátua.

todo mundo quer passar a mão.

peri s.c. disse...

Roserouge
Não sei lá muito sobre sua vida íntima, mas tudo indica que continua na ativa.

peri s.c. disse...

Anna
Lá na Pinacoteca, tem um nu de uma mulher deitada, de mármore.Todo o corpo branquinho, exceto a região dos seios, amarelada, e já sem os biquinhos. A campeã das apalpadelas.

Marcio Gaspar disse...

e agora virou uma espécie de praga dos lugares públicos, no mundo todo, as tais das 'estátuas vivas'. se é tão chato ser estátua, por que alguns se sujeitam a se-lo, voluntariamente? será que a 'paga' vale mesmo o sacrifício??

peri s.c. disse...

Marcio
Talvez seja melhor ser estátua na rua, que um fantoche num escritório.

GUGA ALAYON disse...

ahahaha. Fantoche no escritório matou!
Passei anos encarando todo dia este infeliz Atlante corcunda na época da facul.
Tb gosto

Só- Poesias e outros itens disse...

ADorei esse papo retrô de longas memórias... mexeu palitinhos.
Deve ser bom só ver e não pensar. como uma estátua.


JU Gioli

WJ disse...

Estudei arquitetura ai neste predio, as aulas na antiga sala 12com o Flavio Império, são inesqueciveis.

http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_teatro/index.cfm?fuseaction=personalidades_biografia&cd_verbete=745

Eduardo P.L. disse...

Grande post, e grandes comentários! Este Armazém anda com uma freguesia de primeira!
Pudera, com produtos tão inteligentes e variados...

peri s.c. disse...

Guga
Este Atlante é o que há. Será que foi feito para aquele esquisito lugar onde está ?
O prédio melhorou bem com a reforma do Paulinho,não? O WJ que comentou aí embaixo dizia que era meio um pardieiro.

peri s.c. disse...

Ju
Papo retrô sempre é divertido.

peri s.c. disse...

WJ
Não só o prédio, os tempos de faculdade são inesquecíveis. E com Flávio Império por perto , então...

peri s.c. disse...

Eduardo
A distinta freguesia aqui é de primeira mesmo, enobrece a casa. E quando essa turma encosta no balcão, o papo pode rolar até o dia seguinte.
Porisso que procuramos colocar nas prateleiras só bebidinhas selecionadas e finos petiscos.

Eduardo P.L. disse...

E os fregueses ao voltarem, provam que GOSTAM dos melhores petiscos!

roserouge disse...

Como diz o meu pai: "Encostam a barriga ao balcão e só desencostam quando caem pra trás..."

peri s.c. disse...

Eduardo
Isso é o que faz a alegria da alta direção do Armazém.

peri s.c. disse...

Rose
Ah, ah, ótima essa.
Botecos, seus frequentadores e suas conversas são iguais em qualquer parte do mundo, só mudam um pouco as bebidas.

Fernando Zanforlin disse...

Boa essa em Peri, o cara já pensava em não ser estátua, gostei da cavada.
ab.

GUGA ALAYON disse...

Peri, devo ter estudado na época do WJ. Pardieiro era apelido. Os Cardims, 'exploradores' do prédio, conseguiam fazer 3 alturas de mezzaninos naqueles pés-direitos simpáticos. Vc subia várias escadinhas e chegava na sala de xerox com pé-direito de 2.10mts.Faculdade de arquitetura. Tá!
Lembro bem da sala 12, que foi mantida na época sem as intervenções Cardiminianas e realmente era simpática, inclusive dava prum pátio coberto no andar térreo, que já era Pinacoteca, onde observávamos aulas com modelos nus interessantes. Na verdade eram dessas 'estátuas' que eu gostava mais. abç

peri s.c. disse...

Fernando
é duro
ser
a dura
estátua

peri s.c. disse...

Guga
Será que o pardieiro não era para incutir na mente dos alunos a necessidade que viessem a fazer bons projetos ? eh, eh
Uma coisa que me intrigava, nas conversas com o WJ, é que devia ser um pardieiro bem pensado, ou seja, com um monte de gambiarras elétricas. Nunca pegou fogo ?

GUGA ALAYON disse...

às vezes, qdo derrubavam as velas. Acho que não pagavam a Light. Gostavam mesmo é de concessões seculares, como a que tinham de meio-prédio em questão.
Pufff(de desprezo)...
abç

peri s.c. disse...

Guga
Mas eles, os Cardins, eram meio distraídos,instalações à parte, vocês pegaram uma boa época da Belas-Artes, depois eles se recuperaram da distração e parece que o curso piorou.