#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

8.2.08

Festival de records

2ª edição

1.
Record Olímpico - Modalidade Individual
Prova : 19 metros com barreiras, humanas.
Na fila da agência : 57 minutos, muitos segundos e algumas discussões.


Não nos atrevemos a tentar o recorde mundial no Bradesco, porque lá a disputa é muito mais séria e profissional, os recordes são batidos diariamente. CEF e Banco do Brasil também estão na disputa mundial.

2.
Record Mundial - Modalidade por Equipes
Prova : Socialização de renda, de cima para baixo .
Espetaculares resultados para distribuiçao rápida de bufunfa com os cartões de crédito e débito corporativos governamentais. Prova em plena realização nas categorias federais e estaduais. As municipais em aquecimento para entrar na disputa. Poderes legislativo ( de larga e reconhecida experiência na prova ) e judiciário ainda não confirmaram inscrição. Participantes temem a entrada na disputa de empresas de economia mista.
Disputa acirrada, melhores desempenhos serão pulverizados continuamente, o que mostra o grande desenvolvimento técnico brasileiro na modalidade, de causar inveja ao resto do mundo.


28 comentários:

anamoraes disse...

uauh, voltar a São Paulo e ver esse post de cara, dá até medo!!!!

peri s.c. disse...

Ana
ah , pula esse e olhe os de baixo .

Eduardo P.L. disse...

Peri,

e a tal LEI que pune os BANCOS cuja demora nas filas ultrapace 10 minutos?( ou são 20 minutos?)

(;-(

Aninha Pontes disse...

Peri:
E quem é que está aí para respeitar leis ou o cidadão.
Ora dane-se o cidadão.
Beijos

peri s.c. disse...

Eduardo
a de SP 15 minutos, com multa de
R$ 564,00 per capita estacionado olhando a nuca de quem está na frente e sentindo o bafinho de quem está atrás.

peri s.c. disse...

Aninha
Bancos são as empresas extremamente lucrativas. Estão exclusivamente preocupados com o lucro. Os clientes ? Ora os clientes ...
Na verdade, diretores e alta gerência de bancos não entram em agências, nem nas próprias, desconhecem o problema.
bjs

Eduardo P.L. disse...

Peri,

PROCON neles!
Eles merecem e tem como pagar. Bastariam umas duas centenas de ações para melhorarem esse serviço, pois como em todos, o bolso é o orgão mais sensível ...dos Bancos!

peri s.c. disse...

Eduardo
Eles farão a mesma continha que fazem para não melhorarem a segurança das operações com cartões eletrônicos e via internet : quanto custa um sistema seguro versus quanto estamos gastando em ressarcir quem vem reclamar ? É mais barato pagar para os poucos que vem reclamar do que se preocupar com todos seus clientes.

Aliás, para que lei, para que Procon, eles deviam é ter respeito por quem paga por seus serviços. Infelizmente as empresas hoje, de modo geral, estão se lixando para os consumidores. E quem faz as leis e estabelece as multas, está ao alcance do poder altamente sedutor destas empresas. As leis são negociadas antecipadamente por poucos. São feitas para engabelar a sociedade. Por que a multa não é R$ 10.000,00 reais por cada cliente não atendido ? R$ 540,00 é merreca, ainda mais que ninguém vai fiscalizar. Se fosse os dez mil ia ter até fiscalização, o município iria criar mais um rio de faturamento e aí interessaria a fiscalização.

ery roberto disse...

Peri, tenho esta experiência de ambos os lados do guichê. Fui caixa de banco, meu primeiro cargo tanto no Sul Brasileiro quanto no BB. Desconheço a política administrativa de hoje, mas no meu tempo tudo dependia da sensibilidade e acompanhamento do Gerente de Expediente. Felizmente só trabalhei com gente de primeira e me orgulho da era Burroughs (!) e dos mil carimbos; eu "devorava" a fila. Não era no sistema "fila única". Cada caixa tinha a sua. Muitos clientes entravam na minha mesmo vendo que as demais eram maiores. Isto era um feedback espetacular pra mim. Então, com tudo que tem hoje em termos de informatização, só posso pensar que seja mesmo indiferença dos Gerentes e má performance dos caixas executivos. E varia. Aqui em Curitiba tem uma ag. do itaú com 4 ou 5 caixas, 1 para "preferencial", com movimento considerável e nunca fico mais do que 10 minutos. Em compensação o BraDESCOMPLETO!!!

peri s.c. disse...

Ery
Na época da Burroughs e dos carimbos a fila andava mais rápido, mas também o número de autenticações era menor, hoje vivemos atolados em boletos bancários.
Também tive uns anos do outro lado do balcão, na diretoria de marketing de um banco, e peguei exatamente a época da informatização, que foi vendida pelas propagandas como uma revolução para os clientes ( há facilidades claro) mas na verdade é uma revolução interna : permitiu que os bancos reduzissem brutalmente o número de funcionários. Se eles pudessem não teriam na agência nenhuma pessoa, seja nos caixas seja nas gerências.

Sou cliente do Itau, que gosto e tem um atendimento bom, comparado aos outros, daí minha irritação, está começando a ficar com cara de Bradesco. Os caixas do Itau são verdadeiros pilotos de fórmula 1 perto dos do Bradesco, CEF, BB, mas nos dias de pico ( e eles sabem muito bem quais são esses dias ) deveriam ter mais funcionários atendendo. Mas eles tem limitação de funcionários, impostas de cima, por agência. Os próprios gerentes de serviço vão reclamar para quem , para o bispo ?
Os bancos, assim como os supermercados ( setor que conheço bem, projeto muitos ) tendem a se tornar pontos de "conveniência", lojas/agências menores, em maior quantidade pelas cidades. E cada vez com menos funcionários...
Mas brasileiro parece que gosta de fila, acha tudo muito natural, daí ... eles deitam e rolam.

Eduardo P.L. disse...

Peri,

negativo.
Aqui em Imbituba as agências não tem espaço para se deitar e muito menos para rolar!Estão lotadas de gente e cadeiras.
Agora que gostam de uma fila, isso gostam. Fila e senha! Aqui tem senha em BANCO, Farmácia, loja de ferragem, padaria, açougue e super-mercado. Senha pra tudo. E fila, claro!
Nos bancos colocaram cadeiras, como as de cinema, e TV ao lado do mostrador dos números de chamada das senhas. Espera-se sentado, porque de pé cansa!
Vendo TV ( Globo) a espera é ainda mais traumática! O pior é a mansidão e apatia do povo. Ninguém reclama. Ninguém se indigna! No início (2000)fiz umas ceninhas. Depois fiquei com vergonha de ser apressado e stressado na terra do "quanto mais demorar, melhor!" Não tem nada pra fazer, mesmo!....
Pode?

Adelino disse...

Peri, uma experiência pessoal.
Outro dia estava numa fila de um desses bancos. Já estava lá uns vinte minutos. Quando eu era o quinto da fila, veio um senhor e me deu uma pastinha do banco para que eu a entregasse ao caixa. Quer dizer: do lugar onde eu estava não ia demorar mais do que 10 minutos... Claro que comentei o caso com o funcionário, mas ficou assim mesmo.
Grande abraço e bom domingo.

WJ disse...

Não sei o que é uma agencia bancaria a anos, só quando preciso sacar dinheiro, mas ai é caixa eletronico, de resto, internetbank nas contas, meu caro.
E verifique sempre o seu computador com o anti-isso, ante-aquilo, religiosamente.

peri s.c. disse...

Eduardo e Adelino
Notícia de hoje, um enorme grupo empresarial mexicano está vindo para o Brasil para abrir uma rede de lojas no mesmo segmento das casas Bahia, e vai vir também com seu banco. Declaração de seu presidente : o melhor negócio no Brasil é banco. e o segundo melhor um banco mal administrado ...
abraços , sem juros e sem taxas de serviços

peri s.c. disse...

WJ
Você é um homem moderno, internético, até o dia em que te clonarem ou hackearem, eh, eh.
abraço

WJ disse...

Peri,
Quais são as chances ( em % ) de:
1 - ser hackeado/clonado.
2 - ser assaltado na rua.
3 - ser assaltado numa agência
4 - ser assaltado pelo próprio banco.
???

peri s.c. disse...

W
consultei o matemático Osvald de Souza, que nã ajudou muito, então ... estimo que
1. 1%
2. 5%
3. 0,1 %
4. 100%

e então lembro do famoso pensamento " o que é assaltar um banco comparado a ter um banco ? "

ery roberto disse...

Peri, sua visão a respeito das resultantes da informatização bancária procedem. É verdade, estava no pacote a intenção clara de enxugar quadros, não há dúvida. Fomos um pouco vítimas disto no BB, daí dois PDV seguidos. No segundo eu caí fora, embora não tivessem me obrigado a nada; eu que não suportei o clima de terror. Há um detalhe porém, depois do que você disse, que quero registrar: "hoje há muitos boletos". Também é verdade. Só que, como é fácil de perceber, o brasileiro prefere entrar na fila de banco para pagar esses documentos do que usar os caminhos alternativos. A maioria das lotéricas também recebe, até alguns supermercados. Infelizmente a cultura de aproveitar essas alternativas ainda não se instalou como deveria. Não entenda que estou defendendo os bancos, o que quero dizer é que o povo não acompanha as mudanças. E daí reclama. Abraços.

peri s.c. disse...

Ery
Outro dia arrumei uma treta na padaria, quando vi que iam passar a receber pagamentos de contas. Com os cartões de débito a rápida operação de comprar pão, está virando um martírio, pelo tamanho da fila no caixa. Só faltava pegar pela frente uma Dona Maria ou um seu Zé, com 10 contas para pagar.
Falei para o dono da padaria, que o dia em que banco vendesse pão e mortadela , eu aceitaria que padaria recebecesse contas.
Esta é mais uma das grandes jogadas dos bancos, cujo intuito final é tirar todos os cliente das suas agências. Estão transferindo as filas para as casas lotéricas, padarias e supermercados. Só que o negócio bancário, de todos, é o mais rentável ... pagam, provavelmente barato para outros executarem mal o que é de responsabilidade deles bancos . Caixa de padaria sabe calcular juros ?

peri s.c. disse...

Ery

complementando : transferência de responsabilidade. Ninguém , produtor de bens de consumo ou prestador de serviços assume mais nada.
Já viu aquela foto do Lobão com aquela maravilhosa camiseta : " Peidei. mas não fui eu "

ery roberto disse...

Peri, sim (rsrsrs), Lobão é o bicho!! Você está certo: em "padarias" também já é demais. Quer outro bom tema dentro deste contexto? Vou te confessar: quando eu completar 60 anos (ainda vai demorar um pouco) eu "abrirei mão, OFICIALMENTE", do meu direito de ser atendido em qualquer fila antes das pessoas que estiverem à minha frente". Vamos escrever sobre isto?

-----------------

Amigão, a idéia do selo é "bárbara". Já está aceita e hoje à noite, em casa, desenvolverei. Quando estiver pronto conversaremos. Valeu. Abração.

ery roberto disse...

Peri, esqueci: tenho um amigo bem ao espírito do Lobão. A tradução dele é bem assim: "Alguém peidei, mas não sei quem fui".

valter ferraz disse...

Peri/Ery,
bela discussão, essa. Para complementar: o osso mesmo é voce encontrar na sua frente na famigerada e lenta fila uns dois tiozinhos com mais sessenta anos com as contas da família toda. Por que velinho é igual a escritor. Todo mundo da família acha que o cara não faz nada mesmo aí despejam as contas para eles. Falo por experiência própria, claro.
Abração.
Ps: também peidei, mas juro que não fui eu!

peri s.c. disse...

Valter
Os tiozinhos além das contas da família, levam ao banco uma enorme vontade de conversar.
Já vi ag~encias, no interior, que tinham uma sala para eles tomarem café e ficarem papeando, um sinal de civilidade.
abração

GUGA ALAYON disse...

Adoro bancos.
Qdo vou é pq tenho algum pra pagar alguma conta atrasada que só pode ser paga na boca do caixa.
Mas um dia vou conseguir financiar uma bomba.
Juro por Alah!

peri s.c. disse...

Guga
conta atrasada é o que não falta ...

peri s.c. disse...

Guga
conta atrasada é o que não falta ...

GUGA ALAYON disse...

Pelo jeito duplicatas tb não. ahahaha