#Header1 { display:none; } #header-wrapper { display:none; }

13.2.08

Lacunas - 1a

Segundo nosso departamento de pesquisas a refinada clientela deste Armazem, tem um sofisticado perfil de interesses. Nas análises qualitativas deste perfil não foram detectados maiores paixões com carros. Nenhum de nossos visitantes provavelmente passou qualquer tarde de sábado encerando carrocerias ou polindo rodas de magnésio pensando em se exibir com seu carango nos agitos de fins de semana.
No entanto foi de grande sucesso o post anterior, sobre o Karmann-Ghia. Sólido sinal do bom gosto. Aparentemente quase todos gostariam de ter uma destas gracinhas.
Mas carros antigos requerem além uma certa paixão, conhecer um mecânico sério e cuidadoso, um " martelinho de ouro " que seja quase de diamante e tempo disponível para providenciar as manutenções, lavagens e polimentos constantes . Isso tudo junto é um belo problema.
Pensando nisso a P.S.C. VPC ( Very Particular Cars ) localizou na Alemanha a empresa que ainda constrói Karmann-Ghias zero km, a Bader Racing.

Iremos então colocar em nossas prateleiras, à disposição de nossos clientes e amigos, alguns exemplares desta tetéia .
Mas, por favor tenham paciência, o prazo de entrega é de 18 meses. Não é absolutamente igual ao original, neste a mecânica não é Volkswagen, mas sim Porsche. Um pouquinho mais potente, em vez de 50hp este tem 320 hp, um pouquinho mais bravo vai de 0 a 100 km/h em 4,4 s. E também um pouquinho mais rápido. Nele, se você achar uma estrada para isso e se tiver coragem para tanto (não esqueça que no fim da reta sempre tem uma curva e um caminhão na contra-mão ) poderá chegar a 305 km/h.
Qualidade tem seu preço, custa posto fábrica 205.000 euros. Considere sobre este valor impostos, frete e uma módica taxa de administração da venda, já que obviamente a P.S.C. VPC é uma empresa que visa o lucro.

É um carro nervoso, meio-caminho andado para que motoristas normais marquem rapidamente um encontro com os anjos, portanto iremos oferecer a seus compradores um curso especial de direção ofensiva, para que permaneçam vivos pelo menos enquanto pagam o financiamento que, claro, ofereceremos.



18 comentários:

GUGA ALAYON disse...

e qto sai um 'Interlagos' com esta configuração?
ahahaha

peri s.c. disse...

Guga
Talvez um pouco menos, na França.
Tenho um conhecido que entende dessas coisas e está com uma berlineta Interlagos semi-implodido para restaurar. Difícil achar peças, os franceses vem aqui e compram tudo para reformar os Alpines lá na terra de Asterix .

anna disse...

queria ter sobrando essa quantia prá adquirir a belezura.

e sabe tenho um amigo que só comprava dessas preciosidades. chegou num ponto de esconder a mulher qtos já tinha em sua coleção e fazer horas extras para pagar as garagens.

Marcio Gaspar disse...

hobby caro esse do seu amigo hein anna? mas pelo menos o cara não era louco por aviões. já pensou ter que esconder hangares?

Márcia(clarinha) disse...

Hum, peraí que vou ali quebrar meu porquinho, pelo peso vai dar pra comprar....;)
Que belezura môdeus!
dia lindo Peri
[beijos

peri s.c. disse...

Anna
Vai poupando ...

tenho uma maiga que o marido coleciona Alfas, e peças de Alfas e etc de Alfas, meio caminho de um divórcio.

peri s.c. disse...

Marcio
poderia ser pior, colecionar Zepellins . Maior bandeira .

peri s.c. disse...

Marcia (C)
Só o porquinho acho que não resolve, precisa uma manada de elefantinhos, eh, eh.
Mó belê mesmo
ótina noite
bjs

Eduardo P.L. disse...

Peri,

carros como esse não são para serem usados nessas velocidades!São para serem namorados e no máximo correr o tempo para o passado!!!!

Abç de quem não curte carros, em especial. Uso-os como meio de transporte!

peri s.c. disse...

Eduardo
Bela imagem " correr o tempo para o passado ".

Sinal do passar dos anos, são os brinquedinhos de gente grande, das miniaturas e carrinhos de autorama, para os de verdade .

Ery Roberto disse...

Peri, tenho aqui, bem ao meu lado, um sujeitinho de vinte e poucos anos, que herdou do pai a "fissura" por carros. Sua ordem natural de preferências com as coisas da vida era: o carro, depois o carro, e por último o carro. E sempre foram carrões. Depois mudou para motos de competição, daquelas coisas doidas de lindas e que são capazes de atingir 320, 350 km/h. Chegou a investir nisto uma fortuna de euros. Durante um tempo bem recente sua ordem natural de preocupações passou a ser: manter o Plano de Saúde que paga o melhor "pino de platina". Mais recente, decidiu voltar aos carangos. Só que dos antigos.

Passarei a ele esta irresistível propaganda da "P.S.C. VPC ( Very Particular Cars )".

(estou trabalhando a 200 p/hora para dar conta do recado e pra piorar estou sofrendo com um pequeno derrame no olho esquerdo. Não quero nem pensar em médico: ele vai me mandar sair da frente do monitor do PC. Por isto, a demora do nosso selo. Mas continua na pauta.).

Abraço.

peri s.c. disse...

Ery
Por acaso este sujeitinho é seu filho ?

( nem pense em prazos, se não perde a graça, que leve o tempo que levar )

abraço

Ery Roberto disse...

Peri, felizmente não é meu filho. Eu só tenho a Gaby, filha única. Os sonhos de consumo dela são bem mais modestos.

peri s.c. disse...

Ery
Peri Jr joga neste time, somos uns felizardos.

Anônimo disse...

Peri,

não curto carros (aprendi a dirigir aos 55, capotei aos 58, deixei pra lá), mas me diverti muito com seu texto e continuo me divertindo com os comentários. Acho que vou colecioná-los, não custam nada, além de "minhas retinas tão fatigadas".

Beijo da

Vivina.

peri s.c. disse...

Vivina

Uma capotagem não ajuda a desenvolver paixões automobilísticas.
Quanto aos comentários, sinal que este Armazem tem mesmo uma frequência
selecionada,o que me alegra demais, são diálogos que fazem nosso cérebro se agitar, uma pausa refrescante na mesmice diária.

beijo

Adelino disse...

Peri, a jóia mais preciosa que tive foi um Land Rover, ano 1952, verde musgo, tração nas 4, pneu estepe na trazeira, capota de metal, removível... Tinha até Manual do usuário...
Grande abraço

peri s.c. disse...

Adelino
Seu Land nasceu no mesmo ano que eu.
E repito a pergunta que fiz ao Eduardo, no post de baixo : e você vendeu esta preciosidade ?????
grande abraço